Simule e contrate

G1

Restituição será paga no dia 30 de junho a 4,2 milhões de pessoas. Lote abrange contribuintes prioritários e pessoas que entregaram declaração até 21 de março. A Receita Federal libera nesta quarta (23), a partir das 10h, as consultas ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda 2021, relativo ao ano-base 2020. Assim que abertas, as consultas poderão ser feitas: na página da Receita na internet; no aplicativo da Receita para tablets e smartphones. A restituição será paga no dia 30 de junho. O pagamento é feito diretamente na conta bancária informada na declaração do IR. Segundo a Receita, 4,2 milhões de contribuintes receberão a restituição no segundo lote. O valor total a ser pago é de R$ 6 bilhões. Foram contemplados no segundo lote: idosos acima de 80 anos (97.082 pessoas); contribuintes entre 60 e 79 anos (779.763); contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave (54.240); contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério (385.591); contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até 21 de março (2.906.310). O lote também contempla restituições residuais de anos anteriores. O primeiro lote foi pago em 31 de maio. Ao todo, foram creditados R$ 6 bilhões a 3,4 milhões de contribuintes. Alguns dos homens mais ricos do mundo não pagaram nada de imposto de renda nos últimos anos, diz site Malha fina Caso o contribuinte identifique alguma pendência na declaração, é possível retificar a declaração, corrigindo as informações que estejam equivocadas. As restituições de declarações que apresentam inconsistência (em situação de malha) são liberadas apenas depois de corrigidas pelo cidadão, ou após o contribuinte apresentar comprovação de que sua declaração está correta. Calendário Confira, abaixo, o calendário completo de pagamento das restituições do IR 2021: 1º lote: 31 de maio (já pago); 2º lote: 30 de junho; 3º lote: 30 de julho; 4º lote: 31 de agosto; 5º lote: 30 de setembro.

Veja o que você precisa saber para começar o dia bem informado. Bom dia. Após o 'apagão de vacinas', a cidade de SP retoma a aplicação da 1ª dose contra a Covid, e o vaivém no calendário da imunização é o tema de "O Assunto". Vacina não é vinho: apresentamos 5 razões que mostram por que não é hora para você escolher qual imunizante tomar. E veja também: as últimas da CPI, a fala e o recuo de Lira sobre racionamento, as críticas de Mourão ao governo, Britney no tribunal contra o pai e a continuação de 'Verdades Secretas'. Vaivém na vacinação A Prefeitura de SP anunciou que reabasteceu os postos com as vacinas contra Covid e que vai retomar hoje a aplicação da 1ª dose em quem tem 49 anos. A vacinação para pessoas com 44, 45 e 46 anos foi atrasada. Veja aqui o novo calendário. Além de São Paulo, outras 6 capitais brasileiras também tiveram de suspender a aplicação por falta de doses. No Rio de Janeiro, o problema é outro: 78 mil pessoas ainda não voltaram para 2ª dose. 12 capitais reduzem ritmo de vacinação contra a Covid-19 Mais de 90 milhões de doses foram aplicadas ao todo no Brasil Vacina da Janssen: 12 pontos sobre eficácia, reações e prazo de validade Para entender: Em um dia, antecipação. No outro, falta de vacinas e suspensão da aplicação. E o Ministério da Saúde, que deveria coordenar a distribuição e garantir as vacinas, é parte da confusão e já revisou várias vezes a previsão de chegada e entrega de doses. No episódio de hoje, O Assunto, explica a dinâmica da vacinação no país e responde à pergunta: há risco de faltar vacina? Ouça: Vacina não é vinho Chegou a hora: é o seu dia de ir ao posto tomar a vacina contra a Covid-19, mas você tem dúvidas sobre qual delas é a melhor. Afinal, naquele grupo no celular, as pessoas te disseram para tomar essa, aquela, ou talvez aquela outra. E agora? Não tema e não seja um "sommelier" de vacina. O G1 ouviu especialistas que foram unânimes: você não deve escolher agora qual vacina tomar. Há pouquíssimas exceções a essa regra e, em resumo, é muito melhor tomar qualquer vacina disponível e aprovada do que ficar vulnerável à Covid. Ao se vacinar, você ajuda a aumentar a cobertura vacinal, que é o mais importante neste momento. Veja 5 motivos para entender por que vacina boa é vacina no braço. Avanço da pandemia: Brasil registra 2.080 mortes por Covid e ultrapassa 504 mil Covaxin sob suspeita Novos documentos da CPI da Covid sobre a compra da vacina indiana Covaxin pelo governo mostram que o Ministério Público alertou para o risco do contrato. A procuradora da República no Distrito Federal, Luciana Loureiro, ressaltou o tempo recorde para fechar o negócio e o valor por dose. O contrato, intermediado pela empresa brasileira Precisa Medicamentos, foi assinado em três meses. Com a Pfizer, por exemplo, o governo levou mais de seis para fechar. Já o preço negociado por dose ficou em R$ 80,40, valor quatro vezes maior que a vacina da Fiocruz, a AstraZeneca. Preço unitário das vacinas contra Covid-19 Jornal Nacional Além disso, outro fato chamou a atenção da procuradoria: a empresa tem entre os sócios pessoas envolvidas com outras irregularidades no Ministério da Saúde. O diretor da Precisa, Francisco Maximiano, era esperado pela CPI nesta quarta. Mas seus advogados pediram o adiamento, alegando que ele está em quarentena por ter voltado recentemente de uma viagem à Índia. O depoimento ficou para a próxima semana. Enquanto isso, hoje os senadores preveem votar 58 requerimentos. Na sexta, a CPI ouvirá um funcionário do governo que relatou pressões pela vacina indiana. Mais CPI CPI da Covid: depoimento de Osmar Terra, deputado federal (MDB) e ex-ministro Em depoimento ontem, o deputado Osmar Terra negou a existência de um "gabinete paralelo", minimizou a influência sobre Bolsonaro e repetiu comparações enganosas aos senadores. Veja aqui 11 declarações #FAKE do deputado. Mourão à GloboNews Mourão: ‘O presidente tem que entender que eu não estou a fim do cargo dele’ O vice-presidente da Repúbluica, Hamilton Mourão, afirmou em entrevista ao programa Roberto D'Avila, da GloboNews, que o "maior erro" do governo foi não ter feito campanha "firme" para orientar a população sobre a Covid. Mourão também elogiou o governo na pandemia, além de fazer críticas. Veja mais aqui. Crise hídrica O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), voltou atrás ontem à noite após dizer que o governo previa executar um plano de racionamento "educativo" para evitar um apagão. O recuo ocorreu após o Ministério de Minas e Energia negar a informação. Nas redes sociais, Lira disse que haverá somente um incentivo de "uso eficiente" da energia pelos consumidores, "de maneira voluntária". Conta de luz: entenda a cobrança e para onde vai o seu dinheiro Os rastros de Lázaro Pastor alemão Sauke é carregado no ombro por PM após se ferir em rio de Cocalzinho de Goiás Reprodução/Polícia Militar de Goiás As buscas por Lázaro Barbosa chegam ao 15º dia. Já são duas semanas de uma caçada que envolveu tiroteios, invasão de casas e uma força-tarefa com mais de 270 policiais durante a fuga do criminoso suspeito de matar uma família em Ceilândia (DF). Em entrevista ao G1, a tia do fugitivo conta que ele ligou para a mãe dele e contou que não agiu sozinho na chacina no DF. 'O que eu mais quero é que ele seja preso', diz mãe de Lázaro VÍDEOS: os relatos, os momentos de tensão e as últimas notícias da fuga de Lázaro Novas pistas sobre o paradeiro do criminoso foram encontradas: um carro queimado e um lençol. O veículo passou por perícia e o pedaço de pano foi achado no local onde ele poderia ter se abrigado, no meio da mata em Águas Lindas de Goiás. Um dos cachorros que ajudava nas buscas se feriu, e teve que ser carregado nas costas pela polícia. Ontem à noite, a polícia entrou na mata após o bandido trocar tiros com um caseiro de uma chácara. Imposto de Renda A Receita Federal libera a partir das 10h as consultas ao 2º lote de restituição do Imposto de Renda 2021. A restituição será paga no dia 30 de junho. O pagamento é feito diretamente na conta bancária informada na declaração do IR. 'Verdades Secretas 2 ' O reencontro de Camila Queiroz e Agatha Moreira nos bastidores de "Verdades Secretas 2" Reprodução/Instagram Cinco anos depois de levar o Emmy Internacional, 'Verdades Secretas' ganhará uma continuação. Após acompanhar o triângulo amoroso entre a modelo Angel (Camila Queiroz), sua mãe Carolina (Drica Moraes), e o empresário Alex (Rodrigo Lombardi), a trama ganha ares de suspense na segunda temporada e conta com algumas das estrelas do elenco original, além da chegada de novos personagens em um mundo da moda obscuro. O G1 conta o que se sabe até agora. Britney vai ao tribunal Britney Spears fala hoje à Justiça americana sobre o controle que o pai tem sobre sua vida, negócios e fortuna desde 2008. O depoimento da estrela pop faz parte do processo para remover Jamie Spears da tutela e dar poder exclusivo sobre seu patrimônio a uma instituição financeira. O caso vem sendo impulsionado pelo movimento #FreeBritneySpears, que pede a emancipação da cantora. A história é contada no documentário 'Framing Britney Spears', disponível no Globoplay. Britney Spears revela que vivia com medo e foi internada à força Arraiás virtuais Juliette vai cantar com Elba Ramalho em live de São João nesta quarta-feira (23) Reprodução/Instagram/ElbaRamalho Pelo segundo ano, artistas promovem arraiás online por conta da pandemia. Hoje tem Elba Ramalho e Juliette, Solange Almeida e Gil do Vigor e mais shows. Veja agenda e horários de lives até domingo (27). Você viu? Beto Carrero: sedado, garoto que caiu de atração apresenta 'pouca sequela neurológica' Jacarezinho: perícia em mortos aponta tiros pelas costas e disparo a curta distância Violência em Curitiba: mulher é executada a tiros por motociclista, diz polícia Ex de Rihanna: Chris Brown é investigado por suspeita de agressão a mulher Santa Catarina: promotoria pede arquivamento de ação após professor alterar suástica De repente bilionária: idosa tenta sacar dinheiro e descobre mais de US$ 1 bilhão na conta Golpe: como hackers norte-coreanos quase roubaram US$ 1 bilhão de banco "Fui muito idiota": como britânico perdeu R$ 1,2 milhão em golpe de casamento na Ucrânia Animais que aprontam: arara fecha registro com bico e deixa terminal de ônibus sem água Invasor: elefante quebra parede de casa em busca de comida na Tailândia Prática discriminatória: vaga anunciada para governanta exige imunização com Pfizer Reencontro: mulher descobre que mãe biológica atuou em seu programa de TV favorito

Em 2011, o Profissão Repórter conheceu Dheymerson Lima, que conseguiu milhões de visualizações com sua interpretação da música. Hoje, ele tenta seguir com a carreira de digital influencer. 'Quando a gente não é visto, infelizmente,não é lembrado', diz o menino do 'Pintinho Piu' Em 2011, Dheymerson Lima fez sucesso com um vídeo em que cantava “Pintinho Piu”. Com milhões de visualizações nas plataformas, o menino participou de eventos e conquistou fãs. Na época, o Profissão Repórter acompanhou um dia de compromissos de Dheymerson e conheceu um pouco mais do garoto que conquistou a fama repentinamente. Dheymerson Lima ficou famoso por sua interpretação da música 'Pintinho Piu' Profissão Repórter/ Reprodução "Meu Deus do céu, o que foi aquilo? E tu no meio daquela multidão, as crianças quase te derrubando e a gente se prendeu dentro daquele quarto. Foi muito engraçado", diverte-se, lembrando junto com a repórter Eliane Scardovelli da confusão durante um evento. Na época, para poder acompanhar o filho nos compromissos que surgiram depois do vídeo, o pai de Dheymerson decidiu largar o emprego de motorista. Mas a fama não durou. “Eu comecei a não ser tão visto na sociedade. Então, quando a gente não é visto, infelizmente, a gente não é lembrado”, diz o garoto. Dheymerson, que mora no interior do Ceará, sonha em fazer faculdade de Artes Cênicas no Rio de Janeiro e tenta seguir com a carreira de digital influencer. Dheymerson Lima em entrevista para o Profissão Repórter Profissão Repórter/ Reprodução

Funkeira, que ganhou holofotes após a participação no concurso ‘Garota da Laje’, em 2009, ficou famosa por bordões como: ‘Eu sou toda natural, sou bonita pra caramba’. Doze anos após a visita do Profissão Repórter, ela investe na carreira de cantora e revela ter feito harmonização facial. Caríucha sobre as mudanças em 12 anos: 'Eu tô a tiazinha da laje' Nem sempre quem ganha um concurso é quem mais se destaca, não é mesmo? Foi assim com Alessandra Cariúcha. Em 2009, ela participou do “Garota da Laje”, mas não chegou a ficar entre as finalistas. O desabafo de Cariúcha ao saber de sua desclassificação fez sucesso instantâneo e até virou música na internet. “Mudou a minha vida”, diz sobre o Profissão Repórter. “Nunca imaginava. Virei meme, todo mundo fala os meus bordões”, conta. Profissão Repórter retoma histórias de pessoas que enfrentaram problemas de saúde Vacinado, Caco Barcellos volta a participar presencialmente do Profissão Repórter Caríucha grava música em um estúdio Profissão Repórter/ Reprodução No mesmo ano, ela já tinha se tornado a atração principal de uma nova etapa do concurso, agora como cantora. “Nas comunidades, o concurso ‘Garota da Laje’ era muito famoso porque ganhava um carro usado. Eu realmente tinha um carro zero. Eu vendi uma rifa para poder colocar o cabelo. Eu investi para ganhar. Então, eu queria o carro usado para investir na minha carreira de cantora, eu queria gravar um CD, eu queria montar um grupo”, relata Cariúcha. Caríucha pega sol na laje Profissão Repórter/ Reprodução Doze anos depois, a garota que começou a cantar em coral de igreja virou líder de um grupo de funk. Os vídeos de Cariúcha não rendem dinheiro, mas permitem que ela não gaste com nada no dia a dia. É a chamada permuta. Assim, ela conseguiu uma harmonização facial. “Gente, eu deixei de ser toda natural. Fiz os lábios, preenchimento de olheiras - eu estava com as olheiras muito fundas - e botox, porque eu estava começando a ficar com pé de galinha. Porque eu era a garotinha da laje, agora eu tô a tiazinha da laje. Era toda natural quando não tinha parceria”, diz com bom humor. Mas Cariúcha também usa a visibilidade para a filantropia. Filha de um pastor evangélico, a cantora diz que não teve apoio quando decidiu se dedicar ao funk. E é esse apoio que ela busca dar ao visitar uma casa LGBT. “Minha família é muito evangélica e eu não queria ficar na igreja, eu não queria seguir a igreja. Eu queria ir para o funk, ser famosa, ir para o mundo. E como meu pai é pastor evangélico, eles não aceitavam eu estar no funk, rebolando. Por que não usar a minha voz para apoiar elas que sofrem também como eu já sofri um dia? Tanto por isso, como por ser negra também. Antigamente era muito mais difícil. Para mim, estar na televisão é uma vitória”, afirma a funkeira. Caríucha quando foi eliminada do concurso "Garota da Laje" Profissão Repórter/ Reprodução Caríucha faz harmonização facial Profissão Repórter/ Reprodução

Cantor, autor do hit ‘Tentei te esquecer’, morreu de Covid, aos 50 anos, em fevereiro. Após quase nove meses sem cantar, Glória Amorim, filha mais velha de Gago, voltou a subir num palco: ‘Eu imaginava que ele estava ali do meu lado’. Filhos de Cruz Gago se emocionam ao rever reportagem do pai no Profissão Repórter Em 2007 foi ao ar a primeira reportagem do Profissão Repórter sobre música popular. Nesses anos, o programa acompanhou a trajetória de nomes como Gusttavo Lima, Luan Santana, Wesley Safadão, Anitta, Simone e Simaria e Marília Mendonça. Conhecemos também o cantor Cruz Gago. O autor do hit “Tentei te esquecer”, gravado por Leonardo, morreu no dia 16 de fevereiro, aos 50 anos, de Covid. A música foi a primeira de uma série de sucessos sertanejos que o Profissão Repórter já retratou. Profissão Repórter retoma histórias de pessoas que enfrentaram problemas de saúde Vacinado, Caco Barcellos volta a participar presencialmente do Profissão Repórter Cruz Gago com os filhos em 2007 Profissão Repórter/ Reprodução Hoje, 14 anos depois da primeira gravação, o Profissão Repórter reuniu a família de Cruz Gago para assistir às reportagens do cantor para o programa. Everest Amorim, que tinha sete anos e agora está com 21, se emocionou ao ver o pai falando sobre sua paixão pela música. “Ficou marcado para sempre para mim porque foi quando eu vi a primeira conquista dele em um concurso. Até hoje, quando eu vejo, eu me emociono”, conta Everest. Filhos de Cruz Gago cantam em homenagem ao pai, que morreu de Covid Profissão Repórter/ Reprodução Os três filhos de Cruz Gago seguem envolvidos com a música, mas não vivem dela. Vitor Amorim trabalha em um mercado, Glória Amorim é funcionária pública e está terminando a faculdade de enfermagem. “Por ter visto toda a trajetória dele, o tanto que ele sofreu, tudo que ele passou, porque a gente sempre foi companheiro e amigo, e a gente sempre conversou sobre tudo. Eu disse: ‘Pai, eu vou estudar, eu não quero seguir essa profissão de cantora’. Porém, mesmo cantando... A música é algo muito prazeroso, é muito bom cantar, ainda mais quando se gosta. E deixar de cantar, para mim, está sendo muito difícil”, diz Gloria, emocionada. Glória, Vitor e Everest voltaram ao palco em uma homenagem ao pai. “Tem uns nove meses que eu não canto de jeito nenhum. Eu não sei se vou conseguir, mas vou tentar. Porque todas as vezes que eu canto, independente de qual música seja, vem as lembranças das vezes que eu cantei com o meu pai. E eu sou muito sentimental”, conta Gloria antes da apresentação. “Hoje, ao subir no palco, passou um filme na minha cabeça. Como faz falta. Todas as vezes que eu fechava os olhos, eu imaginava que ele estava ali do meu lado - e eu creio que ele esteja sempre”, afirma Gloria. Filhos de Cruz Gago se emocionam em apresentação Profissão Repórter/ Reprodução Em 2016, o Profissão Repórter voltou a conversar com Cruz Gago Profissão Repórter/ Reprodução

Direto da República Dominicana, cantora conversou com Caco Barcellos oito anos depois de sua primeira participação no Profissão Repórter. Anitta fala sobre sucesso e a carreira internacional: ‘Não adianta só mostrar a bunda’ Em 2013, Anitta lançava seu primeiro álbum e o Profissão Repórter acompanhou um show da cantora em uma festa do peão em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Na época, a edição dedicou menos de um minuto para ela. Hoje, oito anos depois, a cantora comemora a carreira internacional. “Ter uma carreira internacional é uma coisa que é muito difícil, uma coisa que você não tem esses exemplos, uma coisa que você não vê assim. Conseguir exportar o meu trabalho, conseguir cantar em outros idiomas... Eu tenho músicas em espanhol que foram grandes sucessos. Hoje ter ‘Girls from Rio’ tocando todas as rádios dos Estados Unidos”, celebra. Anitta conversa com o Profissão Repórter Profissão Repórter/ Reprodução Direto da República Dominicana, Anitta conversou com Caco Barcellos - que, vacinado, voltou a participar presencialmente do programa - disse como é servir de modelo para várias pessoas. “Eu fico feliz porque eu encontro isso em todas as classes, em todas as áreas. Pode ser na garota da laje, ou pode ser da garota do castelo, do palácio, da Zona Sul... Eu acho muito legal, porque as pessoas entendem que eu não preciso abandonar minha raiz, ou quem eu sou, a minha simplicidade, para que eu seja bem sucedida, para que eu seja admirada pelas outras pessoas que são diferentes do meu nicho. Pensava-se que era uma coisa muito de sorte: ‘ah, deu para todo mundo’, ‘ah, mostrou a bunda'", relata Anitta. E a cantora desabafa: "Agora acho que, hoje em dia, as pessoas entendem que não adianta só mostrar a bunda, não adianta fazer essas coisas. Adianta você estudar, você realmente ser dedicada, ser esforçada." Anitta em entrevista para o Profissão Repórter em 2013 Profissão Repórter/ Reprodução Caco Barcellos conversa com a cantora Anitta Profissão Repórter/ Reprodução

Vítima seguiu o assaltante e tentou impedir que ele fugisse em um ônibus. Padaria fica no bairro São João Batista, na Região de Venda Nova. TV Globo/Reprodução Um funcionário de uma padaria, de 19 anos, foi esfaqueado após seguir um homem que assaltou o comércio. O crime ocorreu na noite desta terça-feira (22), em uma padaria do bairro São João Batista, na Região de Venda Nova. Segundo a Polícia Militar (PM), o criminoso rendeu outro funcionário que estava no caixa e pegou o dinheiro. O assaltante fugiu a pé e o jovem foi atrás. O suspeito entrou em uma cabine de ônibus, que fica a 600 m da padaria. O rapaz tentou contê-lo e levou um golpe de facão no peito. Estação do Move onde a vítima foi esfaqueada. TV Globo/Reprodução O assaltante fugiu, mas foi preso a poucos metros da cabine. Uma viatura passava na hora. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital Risoleta Neves. O estado de saúde não foi divulgado. Vídeos mais assistidos do G1 Minas:
Tremor atingiu magnitude 6.0, informou o Centro de Sismologia Nacional peruano; não há relatos imediatos de danos ou vítimas. Um forte terremoto de magnitude 6.0 atingiu Lima e outras áreas da costa central do Peru nesta terça-feira (22) à noite, sem relatos imediatos de danos ou vítimas, informou o Centro de Sismologia Nacional peruano, que inicialmente relatou um abalo de magnitude 5.8. O terremoto foi registrado às 21h54 do horário local (23h54 de Brasília), com epicentro 33 km a sudoeste de Mala, na área agrícola de Cañete, cerca de 100 km ao sul de Lima, segundo o Centro de Sismologia. Muitas pessoas de Lima saíram às ruas devido ao forte terremoto. “Foi muito forte, sacudiu a casa toda, tivemos que sair”, disse Julia Lázaro Rodríguez, de 60 anos, à AFP. Na Costa Verde, na orla de Lima, algumas pedras caíram de falésias de 80 metros de altura, disse o "Canal N". “Foi muito forte, mas não aconteceu nada, estamos bem”, disse o aposentado Julio López, do distrito de Surco, em Lima. Enquanto isso, uma mulher de Bellavista, no porto de Callao, vizinho a Lima, disse à rádio "RPP" que o terremoto foi "muito forte [e] algumas pinturas caíram" na casa. O Peru é sacudido todos os anos por pelo menos uma centena de terremotos perceptíveis para a população, pois está localizado no chamado Círculo de Fogo do Pacífico, área de extensa atividade sísmica que se estende ao longo da costa oeste do continente americano.
Vice-presidente deu declaração em entrevista à GloboNews nesta terça (22). Covid já matou mais de 500 mil brasileiros; 18 milhões de pessoas no país foram infectadas pela doença. Roberto D’Avila entrevista Hamilton Mourão O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira (22), em entrevista ao programa Roberto D'Avila, da GloboNews, que o "maior erro" do governo foi não ter feito campanha "firme" para orientar a população sobre a Covid. Mourão também elogiou o governo na pandemia, além de fazer críticas. Segundo o consórcio de veículos de imprensa, com base em dados das secretarias estaduais de Saúde, o país soma cerca de 505 mil mortes pela doença, além de mais de 18 milhões de casos confirmados. "Vou dizer para ti qual é o nosso maior erro. Na minha visão, a questão de comunicação, desde o ano passado, de campanhas de esclarecimento da população. Eu acho que este foi o grande erro: [não ter feito] uma campanha de esclarecimento firme, como tivemos no passado, de outras vacinas. Então, uma campanha de esclarecimento da população sobre a realidade da doença, orientações o tempo todo para a população", declarou Mourão. "Eu acho que isso teria sido um trabalho eficiente do nosso governo", acrescentou. Desde o início da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro critica as medidas de prevenção da doença preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e por entidades médicas nacionais e internacionais, entre as quais o uso de máscara e o distanciamento social. Bolsonaro também defende o uso de medicamentos comprovadamente ineficazes contra a Covid e diz ser "mais eficaz" para uma pessoa se contaminar do que tomar a vacina, tese rechaçada pela comunidade científica. Questionado nesta terça se os "recados da parte de cima" do governo sobre a pandemia foram "trocados", Mourão disse que "todos procuraram fazer sua parte". "O presidente tem a visão dele. Eu não coloco nas costas do presidente essas coisas que têm acontecido. Não é tudo nas costas dele. Cada tem a sua parcela de erro nesse pacote todo aí. É um país desigual: desigual regionalmente e desigual socioeconomicamente. É um país continental. Então, a gente olha outro país que sofreu tanto quanto a gente ainda continua com gente falecendo por essa doença, que são os Estados Unidos", declarou o vice-presidente. Segundo o painel da OMS, os Estados Unidos somam 596 mil mortes, cerca de 90 mil a mais que o Brasil. Ainda conforme o painel da organização, os Estados Unidos já aplicaram 317,9 milhões de doses de vacina; o Brasil, 88,8 milhões. CPI da Covid No Senado, está em andamento uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar ações e omissões do governo federal na gestão da pandemia. A CPI já recebeu, por exemplo, documentos que mostram que: o governo gastou R$ 23 milhões com propaganda de tratamento ineficaz; o governo desdenhou de ofertas de vacinas e insistiu em remédio ineficaz. Outros temas Saiba outros temas abordados por Mourão na entrevista à GloboNews: Forças Armadas: "Eu vejo comprometimento das Forças Armadas com a missão constitucional. Quando chega o conjunto, que é o que importa, eles estão com visão de que tem que estar voltado para suas ações de defesa da pátria. Garantir defesa da ordem quando acionados." Eduardo Pazuello: "Pazuello, eu conheço, tenho apreço, me ajudou em momentos difíceis. O Pazuello deveria ter compreendido que estava em função política [quando ocupou o Ministério da Saúde], já tinha atingindo o patamar mais elevado [general] e era hora de ir para a reserva. Teria mais liberdade de manobra para trabalhar. É o ponto focal da questão." Ricardo Salles: "Trabalhar com pessoas não é simples. [...] A função que tenho no conselho é para criar sinergia. Palavra-chave é 'cooperação'. Compete a mim fazer trabalho de conhecimento, dizer: 'Vamos agir da forma correta'".

Apostas podem ser feitas até as 19h em lotéricas ou pela internet. Valor da aposta mínima é de R$ 4,50. Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 e apostas podem ser feitas até as 19h Marcelo Brandt/G1 O concurso 2.383 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 2,5 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h desta quarta-feira (23) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet - saiba como fazer. VÍDEO: veja como funcionam as apostas da Mega-Sena Para apostar na Mega-Sena As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa. VÍDEOS: os vídeos mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias

Medo e controle do pai foram apontados por Britney na Justiça, segundo jornal. Relembre processo que impulsiona movimento #FreeBritney. Britney Spears posa na premiere de "Era Uma Vez em... Hollywood", em Los Angeles, em julho de 2019 Reuters/Mario Anzuoni/File Photo Britney Spears vai falar perante um tribunal sobre o controle que o pai, Jamie Spears, tem sobre sua vida, negócios e fortuna, nesta quarta-feira (23). A participação da cantora na audiência vai acontecer de forma virtual, assim como a de outras partes envolvidas no caso. A vontade de falar diretamente à Corte foi um pedido da própria Britney, por meio de seus advogados. Ela não costuma falar sobre o assunto de forma direta e pública. A cantora entrou com um pedido no ano passado para remover seu pai, Jamie Spears, da tutela e dar poder exclusivo sobre seu patrimônio a uma instituição financeira. Seu advogado, nomeado pelo tribunal, disse que ela tinha "medo" do pai. Queixas na Justiça Jamie Spears com a filha Britney Reprodução/Instagram da cantora Os bastidores da ação contra Jamie, como é conhecido, foram divulgados pelo New York Times nesta terça-feira (22). Apesar de não costumar falar publicamente sobre o assunto, Britney reclamou na Justiça sobre o controle do pai e questionou a aptidão dele em controlar sua carreira diversas vezes, segundo documentos confidenciais aos quais o jornal americano teve acesso. O primeiro pedido de remoção da tutela aparece em 2014 na matéria do New York Times. Na época, a os advogados apresentaram uma lista de motivos para que Jamie deixasse de ter o controle sobre a vida de Britney. Consumo de bebida, comportamento e uma "mesada semanal" que a cantora recebia foram alguns do exemplos listados. Anos depois, Britney chegou a firmar que sentia que "a tutela se tornou uma ferramenta opressora e de controle sobre ela", segundo um investigador do tribunal em relatório de 2016. Nos documentos, Britney também informou que queria que a tutela fosse encerrada o mais rápido possível. "Ela está 'cansada de ser explorada' e disse que é ela quem trabalha e ganha dinheiro, mas todos ao seu redor estão em sua folha de pagamento", continua o investigador. A cantora ainda afirmou que o pai estava "obcecado" e controlava quem podia ser seu amigo ou não, quem ela namorava e até a possibilidade de uma reforma na cozinha de Britney. Os documentos também mostram que, sob a tutela, a cantora vivia "com muito medo", e que se cometesse qualquer erro, as consequências eram "muito severas". #FreeBritney Documentário sobre Britney reacende movimento de fãs para 'libertar' cantora de tutela Dos 22 anos de Britney Spears como cantora profissional, 13 deles foram vividos tendo o pai como tutor. Desde 2008, Jamie foi nomeado na justiça americana como responsável legal por assuntos pessoais e financeiros da princesa do pop. Essa decisão judicial, o movimento #FreeBritney e indícios de que a cantora estaria insatisfeita com a situação são os principais temas de “Framing Britney Spears: A Vida de uma Estrela”, documentário do jornal “The New York Times”, disponível no Globoplay. A cantora americana de 39 anos vendeu mais de 150 milhões de álbuns na carreira e passou a ter problemas com a saúde mental a partir de 2007. Hoje, ela tem uma fortuna de US$ 60 milhões, cifra bem abaixo do esperado para uma carreira de tanto sucesso, segundo a revista “Forbes”. Veja abaixo perguntas e respostas sobre o documentário e sobre o caso de tutela de Britney Spears. Acima, ouça podcast e veja reportagem do Fantástico. Por que o documentário está sendo tão falado? É a primeira vez que a tutela e o movimento #FreeBritney são tratados com tantos detalhes e rigor jornalístico pela mídia convencional americana. Antes, esses assuntos estavam mais restritos à bolha de quem é fã de Britney e de música pop. “Framing Britney Spears” ajuda a furar essa bolha. Após o lançamento, posts com a hashtag #FreeBritney foram feitos em contas de celebridades como Sarah Jessica Parker, Miley Cyrus e Justin Timberlake, ex-namorado de Britney. Ele se desculpou pelo comportamento tóxico que teve após o fim da relação. O que é uma tutela legal? Quando uma pessoa é considerada incapaz de cuidar de si mesma, um parente pode entrar com um pedido em um tribunal para controlar os negócios dessa pessoa. Decisões favoráveis a esse tipo de petição são mais comuns com idosos, deficientes e quem está muito doente. Quais os motivos da tutela de Britney? Britney Spears no começo da carreira, no fim dos anos 90; em 2008; e em foto recente Divulgação e Instagram da cantora Muitos dos detalhes do caso seguem mantidos em sigilo, mas documentos vazados e publicados pela imprensa americana citam “uma doença mental não divulgada” e “abuso de substâncias” como as razões para sua tutela. Entre 2007 e 2008, Britney passou por vários problemas na vida pessoal: ela se divorciou de Kevin Federline; raspou a cabeça e atacou o carro de um fotógrafo; perdeu a custódia dos filhos Sean (2005) e Jayden (2006); foi internada em uma clínica de reabilitação. Citando esses episódios, Jamie Spears entrou com uma petição no Tribunal Superior do Condado de Los Angeles pedindo uma tutela temporária de emergência. De acordo com o jornal “Los Angeles Times”, “os documentos judiciais mostram que Jamie Spears tem o poder de negociar oportunidades de negócios, vender sua propriedade e restringir seus visitantes. Ele pode entrar com um pedido de restrição contra aqueles que ele acredita ameaçar a estabilidade de sua filha e cada compra que ela fizer deve ser registrada em relatórios judiciais anuais sobre seus gastos.” O que é e como surgiu o movimento #FreeBritney? O movimento #FreeBritney surgiu a partir da preocupação de fãs de Britney Spears com o bem-estar da cantora. O principal ponto é a tutela legal que, segundo eles, deixou Britney “presa” desde 2008. O movimento, segundo site oficial, busca “acabar com a tutela e aumentar a conscientização sobre o abuso da tutela”. Por que o movimentou ganhou força após tanto tempo? Em abril de 2019, o podcast Britney’s Gram botou no ar uma mensagem de voz atribuída a um dos membros da equipe de advogados do processo de tutela. De acordo com o áudio dessa fonte anônima, o pai de Brtiney tem um nível de controle “além do que muitos imaginavam”. Ele também afirmou que ela foi internada em uma clínica contra a própria vontade. Isso aumentou o uso da hashtag #FreeBritney. O documentário, é claro, também deu novo gás ao #FreeBritney. Como Britney se sente sobre a tutela e o movimento? Imagem do documentário 'Framing Britney Spears' Divulgação Letras de músicas lançadas nos últimos 12 anos e detalhes de posts no Instagram alimentam as teorias dos fãs e jornalistas. Britney teria dado pistas de que gostaria que a tutela acabasse. Em uma gravação de 2008, publicada pela revista “Rolling Stone”, ela comentou: “Basicamente, só quero minha vida de volta. Quero poder dirigir meu carro. Eu quero poder morar na minha casa sozinha. Quero ser capaz de dizer quem será meu segurança.” Na série “Britney: For the Record” (2008), ela também falou brevemente sobre a tutela: “Se eu não estivesse sob as restrições que estou agora, me sentiria tão livre… Eu nunca quis me tornar uma dessas pessoas que ficam aprisionadas. Sempre quis me sentir livre. ” As duas declarações eram do começo da tutela, sem menções ao momento #FreeBritney. Mas, após 12 anos de silêncio sobre o caso, fãs comemoram falas atribuídas a ela incluídas no processo judicial divulgado em 2020: Britney “agradece o apoio informado de seus muitos fãs”. Ela também deixou claro por meio de seu advogado que não quer mais o pai envolvido em seus negócios. Quais os argumentos de fãs e advogados contra a tutela? Os fãs dizem que se ela pode seguir trabalhando com tanta intensidade, então não há motivo para que seja tutelada. Só a residência em Las Vegas (“Britney: Piece of Me”) rendeu 248 shows com bilheteria total de quase US$ 140 milhões. O que vai acontecer agora? Em abril de 2021, os advogados de Britney Spears solicitaram a um tribunal de Los Angeles que seja oficializada a substituição do pai da cantora como tutor. O advogado dela, Samuel Ingham, disse em uma audiência que pedirá que Jodi Montgomery, nomeada tutora temporária dos assuntos pessoais de Britney, seja declarada como tutora permanente. Jodi, executiva que trabalha com a cantora, substituiu Jamie Spears, após ele ter problemas de saúde. Ele continua sendo o guardião legal dos assuntos financeiros da filha, mas agora está compartilhando essas funções com uma instituição financeira.

Para os trabalhadores fora do Bolsa Família, ajuda será creditada em conta poupança social digital da Caixa. A Caixa Econômica Federal (Caixa) paga nesta quarta-feira (23) a terceira parcela do Auxílio Emergencial para os trabalhadores nascidos em maio, inscritos no programa por meio do site e do aplicativo, além daqueles que fazem parte do Cadastro Único, mas estão fora do Bolsa Família. Também nesta terça, recebem a terceira parcela os beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 5. Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Para os trabalhadores fora do Bolsa Família, ajuda será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta quarta serão liberados no dia 8 de julho. (veja nos calendários mais abaixo). Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o Bolsa. Auxílio emergencial 2021: entenda as regras da nova rodada VEJA QUEM RECEBE NESTA QUARTA trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em maio beneficiários do Bolsa Família com NIS final 5 Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ Calendários de pagamento Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Segundo o Ministério da Cidadania, 9,77 milhões de famílias receberão a terceira parcela do Auxílio Emergencial 2021. Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial calendário completo 15.06.21 Economia G1 VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial

Ocupação dos leitos de UTI adultos no estado está em 95,4% com 35 pacientes com Covid na fila de espera por UTI especializada. Coronavírus: SC confirma 1.032.128 casos e 16.436 mortes Santa Catarina contabilizou mais 4.368 casos e 62 mortes nas últimas 24 horas. Segundo o governo do estado em boletim divulgado nesta terça-feira (22), são 1.032.128 diagnosticados, sendo que 16.436 pessoas morreram por causa da Covid-19. A ocupação dos leitos de UTI adultos no estado está em 95,4% e há 35 pacientes com Covid-19 na fila de espera por UTI especializada (veja os detalhes de cada região mais baixo). Para o estado, 994.723 pacientes estão recuperados e outros 20.969 sem com a Covid e em monitoramento (veja no vídeo acima). Em 2021, SC contabiliza mais que o dobro de mortes de 2020 Governo de SC prorroga medidas contra Covid-19 até 30 de junho Presidente da Federação Catarinense de Karatê morre de Covid-19 Fila de espera por leitos Veja abaixo, por região, quantos pacientes em Santa Catarina esperam por um leito de UTI Covid: Grande Oeste (região de Chapecó) - 2 Meio-Oeste (região de Joaçaba) - 7 Serra (região de Lages) - 0 Norte (região de Joinville) - 3 Vale do Itajaí (região de Blumenau) - 0 Foz do Rio Itajaí (região de Itajaí) - 0 Sul (região de Criciúma) - 23 Grande Florianópolis - 0 O total é de 35 pessoas. Matriz de risco Santa Catarina tem 15 de 16 regiões em nível gravíssimo para a Covid-19. Segundo a atualização da matriz de risco pelo governo estadual na manhã de sábado (19), houve melhora em relação à região Nordeste, que há uma semana também estava em nível gravíssimo e agora está em grave. Mapa de risco em SC com 15 das 16 regiões em vermelho Secom SC/Divulgação VÍDEOS: Vacinação contra a Covid-19 em SC Veja mais notícias do estado no G1 SC

Até o momento, são 32 pedidos em junho, contra 91 no mês de maio, segundo dados do Núcleo de Defesa da Saúde (Nudesa) da Defensoria Pública do Estado do Ceará (DPCE). UTI do Hospital Leonardo da Vinci, unidade adquirida pelo estado para atendimentos do novo coronavírus Divulgação/Governo do Estado Fortaleza registra uma queda de 65% no número de pedidos de internação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) entre os meses de maio e junho de 2021, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (22) pelo Núcleo de Defesa da Saúde (Nudesa) da Defensoria Pública do Estado do Ceará (DPCE). Até o momento, são 32 pedidos em junho, contra 91 no mês de maio. A queda observada acontece após três meses de alto nível, com março registrando 107 pedidos, e abril, 98 solicitações. O levantamento leva em conta os pedidos por vaga em leitos feitos na Justiça por parte dos assistidos vulneráveis socioeconomicamente. A defensora pública do Nudesa, Karinne Matos lembra que, apesar da redução, as pessoas não devem diminuir os cuidados com relação à doença. “Estamos recebendo solicitações de leitos de UTI de transferência num número bem menor, tanto para Covid-19, mas agora para outras comorbidades. Isso talvez seja o reflexo da diminuição dos casos e do avanço da vacinação, pelo menos da queda do número de ocupações dos próprios leitos específicos, mas não quer dizer que a sociedade deve abrir mão de todos os cuidados. A Defensoria Pública continua atenta a todas essas solicitações”, ressalta. Conforme dados do IntegraSus, plataforma da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualmente o Ceará está com 76% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados.
Show, agora, só mesmo virtual. E o arraial está diferente, com balão, bandeirolas e vacinação. Pelo 2º ano seguido, São João do Nordeste precisa se adaptar por causa da pandemia Pelo segundo ano seguido, o São João do Nordeste vai precisar se adaptar por causa da pandemia. O arraial está diferente: balão, bandeirolas e vacinação. “É uma alegria que você não consegue descrever, e com música fica melhor, né? Fica a cara da gente, a cara do Nordeste”, diz o professor Renato Cruz, após ser vacinado. Entre uma dose e outra, técnicas e enfermeiras animadas no passo do arrasta pé. “Nada melhor do que esse climazinho, é mais gostoso para gente poder dar uma dose de esperança de dias melhores para todo mundo”, afirma a técnica em enfermagem Fabiane Helena de Almeida. No interior, tem Marinete do Forró, na busca de quem ainda não se vacinou. Já são dois anos sem essa alegria que vai das grandes festas à fogueira na porta de casa. Show, agora, só mesmo virtual. Muitas cidades proibiram a fogueira e os fogos por causa da fumaça, que piora o quadro de pacientes com Covid. Mais do que nunca, decorar a casa e se fartar nas delícias do milho têm um significado especial. “São João é como Natal, é uma tradição. Então, a gente não pode deixar acabar. Claro com todos os cuidados que devemos ter, distanciamento, tudo direitinho”, afirma a empresária Sônia Dantas. E mesmo num hospital, onde os dias são bem mais difíceis, dá para lembrar um pouquinho do São João. Para o paciente que recebe alta, esse será um São João inesquecível. A equipe médica e enfermeiros embalam a quadrilha. É uma homenagem para cada paciente recuperado. Seu Josemberg ficou oito dias na UTI, e na saída ganhou uma festa junina. “Muito linda essa homenagem. Gostaria de agradecer e agora é só pedir a Deus e agradecer ao pessoal de tudo aí”, diz Josemberg de Assis. “Toda alta já é uma grande alegria para os pacientes, mas com esse ritmo que a gente está fazendo agora, inovando no ritmo junino, traz mais ainda, mais encanto, mais alegria para todos eles. Tanto para pacientes, familiares e para toda equipe também”, conta Nayara de Oliveira, coordenadora de internamento.
Texto já passou pela Câmara, mas foi alterado no Senado e seguirá para nova análise dos deputados. Governo diz que medida é necessária para cumprir Lei de Responsabilidade. O Senado aprovou nesta terça-feira (22) a medida provisória (MP) que aumenta as alíquotas sobre o lucro líquido de instituições financeiras a fim de bancar a desoneração sobre o diesel e o gás. A proposta também altera regras sobre a isenção de IPI na compra de carros novos por pessoas com deficiência (veja detalhes mais abaixo). Por se tratar de medida provisória, o texto está em vigor desde março, quando foi publicado pelo governo. Para se tornar lei em definitivo, porém, precisa ser aprovado pelo Congresso. Como a versão aprovada pela Câmara dos Deputados foi modificada no Senado, o texto terá de ser reanalisado pelos deputados. A MP expira no próximo dia 28, portanto, precisa ser votada antes disso para não perder validade. As mudanças foram propostas pelo governo para compensar a redução das alíquotas de PIS, Pasep e Cofins incidentes sobre o óleo diesel e o gás de cozinha, determinada em março deste ano por meio de um decreto (veja detalhes no vídeo abaixo). Ao editar a MP, o governo argumentou que as medidas visam o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que exige compensação quando há renúncia de receita. Bolsonaro assina decreto que zera impostos federais sobre o gás de cozinha e o diesel Lucro líquido O texto aprovado pelo Senado aumenta as alíquotas de Contribuição Sobre Lucro Líquido (CSLL) cobrada de empresas do setor financeiro: Seguros privados, capitalização, distribuidoras de valores mobiliários, corretoras de câmbio: a alíquota passa de 15% para 20% até o dia 31 de dezembro de 2021, retornando a 15% a partir de 1º de janeiro de 2022; cooperativas de crédito: a alíquota passa de 15% para 20% até o dia 31 de dezembro de 2021, retornando a 15% a partir de 1º de janeiro de 2022; bancos de qualquer espécie: a alíquota passa de 20% para 25% até o dia 31 de dezembro de 2021, retornando a 20% a partir de 1º de janeiro de 2022. O governo calcula que a medida pode gerar aumento de R$ 2,27 milhões em arrecadação. Pessoas com deficiência A MP enviada pelo governo previa valor máximo de R$ 70 mil para carros novos que podem ser comprados com isenção de IPI por pessoas com deficiência. A Câmara aumentou o limite para R$ 140 mil. O Senado excluiu o trecho, retomando a regra atual, segundo a qual não há limite. Os senadores também aprovaram emenda para prorrogar a isenção de IPI para pessoas com deficiência, que acabaria no fim deste ano, até 31 de dezembro de 2026. A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), tetraplégica, foi autora de uma das emendas aprovadas. O relator da MP no Senado foi contra a retirada do limite. Outra mudança em relação ao texto original do governo diz respeito ao intervalo de tempo em que as que pessoas com deficiência podem usar a isenção. A lei sobre o desconto prevê o uso da isenção a cada dois anos. O governo aumentou para quatro anos; a Câmara mudou para três anos; e o Senado retomou a previsão de a cada dois anos. Indústria química A medida provisória enviada pelo governo revogava, a partir de julho, o chamado Regime Especial da Indústria Química (Reiq), que estabelece reduções no PIS/Pasep e da Cofins para matérias-primas básicas destinadas a centrais petroquímicas. Ao editar a MP, o Executivo argumentou que os benefícios do programa “já perduram há tempo suficiente para a efetivação de seus objetivos de fomento à atividade econômica contemplada.” Na Câmara, os deputados estipularam uma redução gradual, em quatro anos, dos benefícios. No Senado, foi aprovada regra de 8 anos. Zona Franca de Manaus A MP altera um dispositivo no decreto-lei que trata da Zona Franca de Manaus para flexibilizar a equiparação das vendas destinadas para o local à exportação. Hoje, a exportação de mercadorias de origem nacional para consumo ou industrialização na Zona Franca de Manaus, ou a reexportação para o estrangeiro, são consideradas exportação brasileira para fora do país - e, portanto, não há incidência de PIS/Cofins. O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), diz que esse trecho, que foi incluído na Câmara, deve ser vetado pelo presidente Jair Bolsonaro quando a MP for sancionada. Ele sustenta que essa alteração não poderia ser feita por medida provisória. Outra mudança incluída pelo Congresso altera a destinação da arrecadação em loterias de apostas de quota fixa - apostas, por exemplo, em resultados de eventos esportivos em que o apostador sabe previamente quanto pode ganhar.

Equipes usam drones na operação em mata de Cocalzinho de Goiás. Investigado por chacina em Ceilândia, ele é procurado por mais de 270 agentes desde 9 de junho. Policiais que procuram por Lázaro Barbosa fazem novo cerco em região de mata em Goiás Várias equipes realizam um novo cerco na noite desta terça-feira (22) durante buscas por Lázaro Barbosa, suspeito de matar uma família em Ceilândia. Os policiais foram para dentro da mata com lanternas e drones após denúncias de que houve uma troca de tiros entre o caseiro de uma chácara e um invasor, na região de Cocalzinho de Goiás. Veja vídeo acima. À TV Anhanguera, policiais informaram que o criminoso tentou arrombar a porta da propriedade. Com isso, o caseiro efetuou disparos e o homem, que havia tentado invadir a chácara, também revidou com tiros. A corporação acredita que Lázaro esteja no local e, por isso, intensificou as buscas. A movimentação começou por volta das 22h, quando alguns carros descaracterizados se deslocaram até a chácara. Sem a informação de que Lázaro foi localizado, às 00h30 de quarta-feira (23), as viaturas começaram a retornar para a base de comando. Ainda segundo os policiais, apesar da troca de tiros, o caseiro não se feriu e não soube informar se o suposto invasor foi atingido pelos disparos. VÍDEOS: os relatos, os momentos de tensão e as últimas notícias da fuga de Lázaro Policiais que procuram por Lázaro fazem novo cerco em região de mata fechada em Goiás Johnathan Moreira/TV Anhanguera LEIA TAMBÉM VEJA O MOMENTO: Cachorro que ajudava nas buscas é carregado nas costas por PM após se ferir em rio VÍDEO: Carro é encontrado queimado em área de buscas por Lázaro LÁZARO BARBOSA: Veja crimes, fuga cinematográfica e buscas em Goiás Força-tarefa que busca por Lázaro Barbosa encontra lençol em Águas Lindas de Goiás 14º dia de buscas As buscas nas matas de Cocalzinho de Goiás entraram no 14º dia seguido nesta terça-feira. Durante a tarde, os policiais encontraram um lençol e um serrote em um local que Lázaro pode ter se abrigado, em Águas Lindas de Goiás. Veja vídeo acima. A SSP-GO informou que os objetos foram levados para perícia para verificar se eles foram usados pelo fugitivo. Os policiais também encontraram, na manhã desta terça-feira, um carro queimado às margens de uma estrada de chão que dá acesso à Gruta dos Ecos, região onde acontece buscas por Lázaro. O veículo, um Corsa Classic, ficou totalmente destruído pelas chamas. A Polícia Técnico-Científica fez uma perícia no local, por cerca de uma hora, a fim de descobrir se ele foi usado pelo fugitivo. Veja vídeo abaixo. Policiais periciam carro que foi encontrado queimado em área de buscas por Lázaro Barbosa Força-tarefa Nesta semana, os agentes passaram ainda a contar com rádios comunicadores que têm um alcance de até 30km, além de helicópteros, cães e drones com visão noturna e térmica. Um vídeo divulgado pela Polícia Militar mostra o momento em que o cão Sauke, um pastor alemão do Comando de Policiamento de Cães (CP Cães), é carregado nas costas por um militar após se ferir durante as buscas por Lázaro Barbosa. VÍDEO: Polícia busca criminoso que matou casal e dois filhos no DF Cronologia da fuga 9 de junho : Lázaro invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde matou a tiros e a facadas um casal e dois filhos. Roubou a chácara após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele; 11 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida. 12 de junho de 2021: Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região, sendo que dois estavam em estado grave até sábado (19). 13 de junho: Furtou um carro e o abandonou na BR-070 após avistar uma barreira policial, dando sequência à fuga para uma mata. 14 de junho : Caseiro de Cocalzinho de Goiás disse à polícia que atirou em Lázaro Barbosa após ele falar que ia entrar na casa. Chacareiro relatou que ele fugiu depois de ser atingido. Lázaro foi filmado no curral de uma fazenda entre os distritos de Edelândia e Girassol. A polícia acredita que ele passou a noite no local. O caseiro diz que o homem pediu comida e em seguida fugiu para a mata; VÍDEO: Quem é Lázaro Barbosa, fugitivo procurado por mais de 200 agentes 15 de junho: Dois policiais militares de Goiás foram baleados durante buscas do suspeito. Delegado diz que Lázaro fez casal e adolescente reféns em Edelândia. Uma parente da família relatou os momentos de pânico; 16 de junho: Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural. 17 de junho: a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez. Houve nova troca de tiros e secretário de segurança pública acredita que ele esteja ferido; 18 de junho: durante buscas o secretário de segurança pública disse que acredita ter visto Lázaro. Segundo PRF, ele foi visto em um chiqueiro durante a tarde, mas fugiu novamente para vegetação; 19 de junho: a houve uma grande movimentação de policiais na região de Águas Lindas, depois que um morador afirmou ter visto Lázaro em uma gruta da região. No mesmo dia, a cadela que atuou nas buscas pelas vítimas da tragédia de Brumadinho chegou a Cocalzinho de Goiás; Os passos de Lázaro: onde o suspeito já foi visto ou cometeu crimes no Centro-Oeste 20 de junho: as buscas por ele foram intensificadas por policiais civis, militares e federais. Foram usadas três aeronaves e cinco cães farejadores na caçada. 21 de junho: Pela manhã uma moradora denunciou que viu um homem, parecido com o fugitivo, passar por uma propriedade rural. Policiais e bombeiros com cães farejadores acompanharam a mulher para fazer uma verificação na área. Militares de vários batalhões vasculharam casas rurais em busca de pistas e rastros que Lázaro possa ter deixado; 22 de junho: policiais retomam buscas por Lázaro e recebem rádios comunicados do Exército Brasileiro com alcance de 30km. Lázaro Barbosa Reprodução Veja outras notícias da região em G1 Goiás. VÍDEOS: últimas notícias de Lázaro Barbosa Veja percurso feito por Lázaro Barbosa de Sousa após matar família no DF Arte/G1 Initial plugin text
'Diligências iniciais apontam para uma fatalidade', informou delegado responsável pela investigação em Navegantes. Uma criança de dois anos morreu após ser atropelada em Navegantes, no Litoral Norte catarinense, nesta segunda-feira (21). Segundo o delegado Roney Péricles, o pai do menino chegava em casa na hora do almoço quando atingiu o próprio filho com a caminhonete que dirigia. "Diligências iniciais apontam para uma fatalidade, mas só com a conclusão do Inquérito Policial para realizar tal constatação. Ele [o pai] já foi ouvido, mas não consegui extrair muita coisa dele, tendo em vista o seu abalo emocional com o fato", disse o delegado Roney Péricles. Um inquérito policial foi aberto para apurar o caso e deve ser concluído em 30 dias. O acidente ocorreu no bairro São Paulo. Segundo o delegado, o fato da camionete ser alta impediu o motorista de ver a vítima. Somente quando desceu do carro, o pai percebeu a criança ferida, disse o delegado. Um vizinho auxiliou o pai da criança no momento do socorro. A criança e o pai foram encaminhados em outro veículo e o vizinho os levou até o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, onde a morte da vítima foi confirmada. VÍDEOS mais assistidos do G1 SC nos últimos dias Veja mais notícias do estado no G1 SC.
Depois da divulgação da ata do Copom, a cotação do dólar comercial caiu para R$ 4,96. É a primeira vez desde 10 de junho de 2020 que fica abaixo dos R$ 5. Copom avalia que a pressão sobre os preços está mais persistente do que o esperado O Comitê de Política Monetária do Banco Central avaliou na sua última reunião que a pressão sobre os preços está mais persistente do que o esperado e que o aumento nas tarifas de energia elétrica vai contribuir para manter a inflação elevada no curto prazo. O comitê também afirmou que o desempenho da economia tem surpreendido positivamente, apesar da intensidade da pandemia, e que a retomada deve ganhar força no segundo semestre com o aumento da vacinação. O Copom indicou que pode voltar a subir a taxa de juros em 0,75 ponto percentual na próxima reunião. Depois da divulgação da ata do Copom, a cotação do dólar comercial caiu para R$ 4,96. É a primeira vez desde 10 de junho de 2020 que fica abaixo dos R$ 5. Uma alta de juros no Brasil atrai recursos de estrangeiros em busca de uma rentabilidade maior. O principal índice da bolsa brasileira fechou em queda de 0,38%.

Revólver estava com seis munições intactas, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Homem foi encaminhado para uma delegacia de polícia onde ficou detido PRF Um passageiro foi preso nesta terça-feira (22) em posse de uma arma de fogo em um transporte coletivo na BR-116, em Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante a abordagem realizada no veículo, o homem de 22 anos tentou despistar a equipe da PRF, solicitando ir ao banheiro. Contudo, os policiais desconfiaram da atitude e realizaram antes uma busca pessoal, momento em que foi achada em sua mochila, a arma com seis munições intactas. Ainda segundo a PRF, o suspeito possui características físicas e tatuagem semelhante a de um assaltante que vem cometendo roubos recorrentes a veículos de transporte coletivo na BR 116 entre Chorozinho e Cristais
Presidente Bolsonaro pode escolher um dos três nomes para ser o novo procurador-geral da República, reconduzir Aras para mais um mandato ou indicar um nome fora dessa lista. Procuradores escolhem lista tríplice para a PGR Procuradores do Ministério Público Federal escolheram os integrantes de uma lista com três nomes para ajudar o presidente Jair Bolsonaro na escolha do novo procurador-geral da República, em setembro. Os mais bem votados foram os subprocuradores Luiza Frischeisen, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino, nesta ordem. O presidente pode escolher um dos três, reconduzir o atual PGR, Augusto Aras, para um mandato de mais dois anos ou indicar um nome fora dessa lista. Quando foi nomeado por Bolsonaro, o nome de Aras não constava da lista tríplice.
Coronavírus no Paraná: Acompanhe as notícias do estado em relação à pandemia Veja a playlist com os vídeos exibidos nos telejornais da RPC. Confira a média móvel de mortes e casos de Covid-19 no estado do Paraná
Em depoimento à CPI, deputado Osmar Terra nega 'gabinete paralelo' Osmar Terra depõe por 8 h e nega 'gabinete paralelo' para aconselhar Bolsonaro na pandemia.. Terra negou a existência do grupo e disse que o presidente 'de vez em quando' lhe pergunta 'alguma coisa'.. Ele disse que a 'imunidade de rebanho' nunca envolveu deixar a população se contaminar livremente, e foi rebatido por Aziz: 'Significa que os fortes sobreviverão'.. 11 declarações do deputado na CPI são #FAKE; veja checagem.
O deputado é apontado como integrante do chamado gabinete paralelo, que teria orientado o presidente Jair Bolsonaro com medidas negacionistas, CPI confronta Osmar Terra sobre existência de gabinete paralelo Nesta terça-feira (22), a CPI ouviu depoimento do deputado Osmar Terra, que supostamente integra o chamado gabinete paralelo, que teria orientado o presidente Jair Bolsonaro com medidas negacionistas. A sessão começou com uma homenagem às mais de 500 mil vítimas da Covid. A pedido do senador Rogério Carvalho, do PT, os senadores fizeram um minuto de silêncio. O relator da CPI, Renan Calheiros, do MDB, trocou a cor da placa que exibe diariamente com os números de mortos na pandemia. O deputado federal Osmar Terra, do MDB, prestou depoimento como convidado, e não como testemunha - quando a pessoa é obrigada a falar a verdade. Ele é apontado como um dos líderes do chamado gabinete paralelo, que aconselharia o presidente Bolsonaro a adotar medidas contra o isolamento social, a favor do uso de medicamentos sem comprovação científica contra a Covid e a defesa da chamada imunidade de rebanho, a contaminação em massa da população. Essas medidas negacionistas, segundo especialistas, dificultaram o enfrentamento da pandemia. Diante da comissão, Osmar Terra reafirmou o discurso contra as comprovações científicas. Renan Calheiros chamou o deputado de negacionista e fez várias perguntas sobre a existência do gabinete paralelo. A cúpula da CPI considera ter evidências suficientes para comprovar que o presidente foi aconselhado por um grupo de fora do Ministério da Saúde. Renan exibiu um vídeo de setembro de 2020, de uma reunião no Palácio do Planalto, quando especialistas apresentaram opiniões contrárias às vacinas e favoráveis a medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid. Osmar Terra estava ao lado do presidente Jair Bolsonaro e foi tratado como um líder do grupo. O deputado confirmou que dava conselhos ao presidente. “Quando, de vez em quando, o presidente me pergunta alguma coisa ou eu acho que tenho que falar alguma coisa, eu falo”, disse. Pressionado sobre a atuação do gabinete paralelo, Osmar Terra procurou minimizar o trabalho do grupo de conselheiros. “Essa foi a única reunião de que eu participei, foi a única, a única. Transformar isso num gabinete secreto, que vaza vídeos e tal, isso é um absurdo. Não tem, não tem sentido isso, senador”, afirmou. Apesar das negativas de Osmar Terra, registros da agenda oficial de Bolsonaro mostram que o deputado esteve mais de 20 vezes no Palácio do Planalto durante a pandemia. Em determinados momentos, as reuniões aconteceram mais de uma vez por mês. Horas depois, a tropa de choque tentou reforçar os argumentos de que conselhos paralelos são normais em um governo. Jorginho Mello (PL-SC): Conversar, pedir sugestões, filtrar é uma obrigação de cada... Não tem nada a ser recriminado ou condenado de qualquer gestor público, seja ele prefeito, governador, presidente. Ouvir as pessoas, senador Girão, é uma coisa muito salutar. Evita-se erro ao se aconselhar e, depois, tomar a posição que quiser tomar. Para isso que ele foi eleito, é para isso que ele tem o dever de ser um gestor, de cuidar da coisa pública. Mas senadores de oposição rebateram, afirmando que nem Eduardo Pazuello, quando era ministro da Saúde, se reuniu tantas vezes com o presidente quanto Osmar Terra. Humberto Costa: Foi mais que Pazuello, bem mais que Pazuello. Randolfe Rodrigues: Foi mais que o ministro da Saúde. Foi mais que o ministro da Saúde. Osmar: Mas é por questões políticas, inclusive independentes dessa questão aí, a questão da eleição da Câmara. Tem um monte de questões aí. Desde o início do depoimento, Osmar Terra repetiu por diversas vezes o discurso do Palácio do Planalto de que o Supremo Tribunal Federal tirou das mãos do governo o poder de ação no combate à pandemia. O deputado é contra o isolamento social, apesar das evidências científicas de que a medida deu certo em vários países. O argumento do deputado também foi contestado pelo senador Humberto Costa, do PT. Ele lembrou que, na verdade, o STF decidiu que estados e municípios têm autonomia para definir medidas, mas que cabe ao governo federal coordenar as ações. “Vossa Excelência é autor intelectual de boa parte dos problemas que nós estamos vivendo hoje no Brasil, porque influenciou aquele cidadão que está lá no Palácio do Planalto e no Palácio da Alvorada. Outra coisa, vamos acabar com essa discussão de que o STF proibiu o presidente de fazer o que devia fazer. Vossa Excelência é uma pessoa inteligente, lhe conheço há muito tempo. Não repita isso, porque Vossa Excelência sabe que não está dizendo o que de fato ocorreu. O que o Supremo decidiu é que o presidente da República não podia desmontar aquilo que os estados e municípios estavam fazendo concorrencialmente para enfrentar a pandemia. O que o presidente queria era passar por cima dos governos estaduais e das prefeituras para adotar a estratégia dele da imunidade de rebanho”, afirmou.
O caso aconteceu em julho de 2019, quando a vítima deu entrada em um hospital do município com lesões e diversas escoriações pelo corpo. Um casal suspeito de envolvimento na morte de um bebê de dois anos foi preso nesta terça-feira (22) na zona rural de Paracuru, no litoral oeste do Ceará. O caso aconteceu em julho de 2019, quando a vítima deu entrada em um hospital do município com lesões e diversas escoriações pelo corpo. A criança não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade de saúde. Conforme a apuração policial, a mãe e o padrasto do menino alegaram que a criança havia caído de uma rede. Após os depoimentos serem realizados, a autoridade policial solicitou um mandado de prisão temporária pelo crime de homicídio qualificado contra eles. Após buscas, o casal foi localizado e encaminhado para a delegacia, onde o mandado de prisão foi comprido contra ambos. O homem já possui antecedentes por injúria e ameaça no contexto de violência doméstica.

Homenagem ao santo junino ocorrerá na capital pernambucana e em outras cidades da Região Metropolitana, na quinta (24). Serviços têm horários especiais. Lojas abertas no Grande Recife Reprodução/TV Globo A vacinação contra Covid-19 segue normalmente para quem fez agendamento tanto no Recife, quanto em Jaboatão dos Guararapes e Paulista. Leandro de Santana/PJG/Divulgação O dia de São João, festejado na quinta (24), é feriado no Recife e em outras cidades da Região Metropolitana. Por causa disso, alguns serviços terão horários especiais, como shoppings, mercados e a Justiça. Os bancos não abrem. Também há locais onde não haverá vacinação contra a Covid-19. Veja atividades autorizadas a funcionar na pandemia Saiba como ser vacinado contra a Covid-19 no Grande Recife O decreto estadual que entrou em vigor na segunda (21) autorizou a retomada de eventos corporativos, como palestras e reuniões, mas festas de São João e shows, por exemplo, seguem vetados. Algumas atividades também têm horários especiais. Confira o que abre e o que fecha. O governo de Pernambuco informou que, na quarta (23), véspera do São João, haverá expediente normal, porque o ponto facultativo já foi dado em Corpus Christi. No dia 24, não tem feriado, já que os decretos são municipais. Na capital, tem ponto facultativo a partir das 12h da quarta. Vacinação contra Covid A vacinação contra a Covid-19 segue normalmente para as pessoas que fizeram agendamento tanto no Recife, quanto em Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Itapissuma. Nos municípios de Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho, Abreu e Lima e Igarassu não haverá vacinação na quinta (24) e sexta-feira (25). Em São Lourenço da Mata só não haverá vacinação na quinta (24). Nos outros dias, a imunização será apenas no Centro Social Urbano, das 8 às 12h. Em Ipojuca, a aplicação de primeira dose foi suspensa. No entanto, a aplicação da segunda dose continua sendo realizada normalmente, das 8h às 12h, na creche Professora Jusete Barbosa. Em Itamaracá, a vacinação ocorrerá exclusivamente na unidade básica da baixa Verde, das 08h às 12h. Na segunda (28), a vacinação volta a ser realizada em todas as unidades básicas de saúde do município, das 8h às 16h. O G1 também procurou as prefeituras de Olinda e Araçoiaba, mas até a última atualização desta reportagem elas não tinham se posicionado sobre o assunto. Comércio De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o comércio de rua tem funcionamento facultativo, das 9h às 19h. Shoppings Shopping Recife: das 10h às 22h, na quarta (23); das 12h às 21h, na quinta (24); RioMar Shopping: das 10h às 22h, na quarta (23); das 12h às 21h, na quinta (24); Shopping Guararapes: das 9h às 22h, na quarta (23); 12h às 21h, na quinta (24); Shopping ETC: das 12h às 18h, na quarta (23); Plaza Shopping: das 10h às 22h, na quarta (23); das 12h às 21h, na quinta (24); Shopping Tacaruna: das 10h às 22h, na quarta (23) e quinta (24); Shopping Patteo Olinda: das 9h às 22h, na quarta (23); das 12h às 21h, na quinta (24); Shopping Boa Vista: das 9h às 21h, na quarta (23); das 11h às 19h, na quinta (24); Camará Shopping: das 10h às 22h, na quarta (23); das 2h às 21h, na quinta (24); Shopping Costa Dourada: das 10h às 22h, na quarta (23); das 12h às 21h, na quinta (24); Detran No Departamento Estadual de Trânsito (Detran), todas as unidades de atendimento ficam fechadas na quarta-feira (24). Operações de tráfego, no entanto, funcionam normalmente. Justiça e MPT O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco não funcionará na quarta (23) e quinta-feira (24). Tanto a sede, no Recife, quanto as Procuradorias do Trabalho nos Municípios (PTM), em Caruaru, no Agreste, e em Petrolina, no Sertão, irão atuar em regime de plantão. Na sexta (25), todas as unidades retomam suas atividades em formato de teletrabalho. Em recesso da quarta (23) até o dia 30 de junho, todas as unidades judiciárias de 1° e 2° Graus do Poder Judiciário estadual vão atuar em esquema de plantão, das 13h às 17h, com atendimento remoto voltado para as demandas de urgências de caráter cível e criminal, como habeas corpus, mandados de segurança e medidas cautelares, entre outros. A Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça de Pernambuco vai funcionar com atendimento ao cidadão através do Balcão Virtual, das 13h às 17h, todos os dias, inclusive nos fins de semana. Olinda Os atendimentos de saúde serão feitos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da PE-15, no Serviço de Pronto Atendimento de Peixinhos (SPA) e no Hospital do Tricentenário, em Bairro Novo. O sistema de coleta de lixo funcionará com o regime semelhante ao praticado aos domingos, com a limpeza dos principais corredores da cidade. Já os mercados e feiras livres de Olinda funcionarão das 6h às 12h. Igarassu Vão funcionar os serviços essenciais, como o complexo hospitalar, o departamento de trânsito e os serviços públicos de limpeza e iluminação. A administração municipal estará fechada para serviços administrativos. Camaragibe Os serviços de emergência e de limpeza urbana funcionam normalmente. Os mercados também vão funcionar no horário normal, das 8h às 16h. Os serviços de assistência social funcionam apenas nesta quarta (23), até as 14h. A vacinação contra a gripe também será suspensa na quinta (24) e sexta-feira (25). Cabo de Santo Agostinho A secretaria e os demais serviços da Saúde estarão funcionando normalmente na quarta (23). Na quinta (24) e sexta (25), ocorrerá apenas atendimento de emergência, nos postos 24 horas. O comércio funcionará normalmente. Para evitar aglomerações nas praias, será mantido o bloqueio dos ônibus de turismo. Ipojuca De acordo com a gestão municipal, as praias permanecem abertas ao público e o comércio estará funcionando todos os dias, das 8h às 17h, como estabelecido no decreto estadual. Itapissuma O expediente da Prefeitura de Itapissuma será suspenso na quinta (24) e sexta (25). O comércio vai seguir o decreto estadual e a equipe da Vigilância em Saúde estará nas ruas para fiscalizar o cumprimento das medidas de combate a novo coronavírus. Jaboatão dos Guararapes Vão funcionar os serviços essenciais, bem como as campanhas de vacinação contra gripe e contra o novo coronavírus. O comércio deve obedecer as normas do decreto estadual. A coleta de lixo ocorrerá normalmente, das 7h às 17h. Na quinta (24), os mercados e feiras livres funcionarão das 6h às 12h. Na sexta (25), será das 6h às 18h. No fim de semana, vai funcionar das 6h às 12h. VÍDEOS: Mais assistidos de Pernambuco

Comissão apurou a falha que, segundo a Polícia Civil, causou a morte de seis pessoas em 19 de março. Investigação da Câmara de Vereadores será encaminhada à polícia, ao Ministério Público e à prefeitura. Vereadores de Campo Bom apuraram falha de oxigênio no Hospital Lauro Réus e apresentaram conclusão nesta terça-feira Divulgação/Câmara de Vereadores de Campo Bom A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada para investigar a falta de oxigênio no Hospital Lauro Réus, em Campo Bom, na Região Metropolitana de Porto Alegre, aprovou nesta terça-feira (22) o relatório que responsabilizou a empresa fornecedora de oxigênio, funcionários do hospital e a terceirizada que presta serviços de manutenção à casa de saúde pelo caso. VÍDEO: 'Perdi a nossa companheira', diz marido de paciente que morreu após falha de distribuição de oxigênio em hospital no RS Ao longo de três meses, os vereadores realizaram 17 audiências, diligências e visitas ao hospital, onde seis pessoas morreram após o sistema de distribuição do oxigênio falhar, na manhã de 19 de março. O relatório, de quase 2 mil páginas, foi aprovado por unanimidade pelos 10 vereadores da cidade. "Chegamos à seguinte conclusão: que houve responsabilidade da parte da manutenção do hospital, da empresa de gás, que tem sistema de telemetria muito bom. Se comprova que os dados de telemetria batem com o sistema do [Hospital] Lauro Réus. Funciona, mas não foi bem operado", afirma o presidente da CPI, vereador Jerri Moraes (MDB). Assista abaixo. CPI responsabiliza empresa, hospital e terceirizada por falta de oxigênio em Campo Bom Funcionários do hospital também foram apontados como responsáveis pelo incidente. O relatório da CPI será encaminhado à Polícia Civil, ao Ministério Público e à Prefeitura de Campo Bom. Os vereadores ainda pontuaram recomendações ao hospital em relação à manutenção do sistema de oxigênio. Confira a lista abaixo. A direção do hospital e a mantenedora, Associação Beneficente São Miguel, informaram que não vão se manifestar sobre a conclusão da CPI. "Reiteram que se mantêm à disposição da Justiça e das instituições e que continuam a colaborar para o andamento das investigações o quanto for necessário", acrescentam. Já a empresa Air Liquide, responsável pelo fornecimento do oxigênio, afirmou que "se manifestará somente após ter acesso ao relatório final da CPI e analisá-lo, o que ainda não ocorreu". A empresa "reitera, no entanto, sua postura de total colaboração com as autoridades e investigações em curso, bem como sua total confiança de que ficará demonstrado que não teve qualquer responsabilidade nos eventos objeto do procedimento". A terceirizada de manutenção também informou que não apresentará manifestação. Conclusões da CPI O suprimento de oxigênio do hospital apresentava níveis baixos já no dia anterior à falha, uma quinta-feira, como concluiu a CPI. O relatório aponta que o sistema registrava nível de cerca de 39,59%. Ao chegar em 40%, é considerada situação de reabastecimento, e abaixo de 30%, nível de emergência. Durante a tarde, foi feito contato com a empresa, pela equipe de manutenção, solicitando a programação da recarga. A empresa informou que uma reposição ocorreria no final da manhã de sexta. Cinquenta pessoas faziam uso do oxigênio, das quais 12 intubadas na UTI e nove na emergência. A primeira bateria reserva entrou em funcionamento, de forma automática, quando baixou a pressão do tanque principal, diz o relatório. No início da manhã de sexta-feira, com o tanque quase zerado, o sistema começou a apresentar pane. A bateria reserva não possuía pressão necessária para atender, sozinha, aos equipamentos sofisticados de apoio respiratório, indica o documento. A segunda bateria reserva precisaria de acionamento manual, o que ocorreu por volta das 8h40. Somente 20 minutos depois, quando os caminhões de cilindros da empresa chegaram ao hospital, é que a capacidade de oxigênio foi restabelecida. Seis pessoas morreram, todas pacientes com coronavírus. A Polícia Civil indiciou, na semana passada, oito pessoas por homicídio culposo, e investiga outras mortes que ocorreram depois do incidente. "Esta Comissão chegou à conclusão que o fato que deu causa a tragédia ocorrida foi a falta de abastecimento do oxigênio liquido, por parte da empresa Air Liquide, que apresentou ineficácia quanto a leitura e operação do sistema de telemetria, que conforme seus próprios relatórios, possui plena eficiência, e que se acompanhada, teria condições de programar com segurança as recargas necessárias", indica o relatório. A empresa de manutenção foi responsabilizada, pois deveria ter "sido mais incisiva junto a Air Liquide, no dia anterior, exigindo o reabastecimento imediato, devido ao estado crítico em que se encontravam". E o hospital, aponta a CPI, deveria ter profissional habilitado para operar o sistema de reserva, além de garantir uma eficiente transição de trabalho entre empresas. "Falhou ainda ao não reportar à Air Liquide, de imediato, sobre o aviso sonoro de baixa de pressão do tanque. Ciente do risco de falta, no dia anterior, falhou também ao não ter criado protocolos que amenizassem a possível ocorrência", afirma o texto. Sugestões dos vereadores Os vereadores ainda elaboraram uma lista de sugestões ao Hospital Lauro Réus. Que ocorram, ao menos 03 leituras diárias, inclusive aos finais de semana, junto ao tanque de oxigênio líquido; Que pelo menos um profissional de cada turno seja treinado para operar o sistema de baterias reserva; Que se estabeleça um canal de contato rápido, junto a empresa fornecedora do insumo, para situações de emergência; Que sejam disponibilizadas placas informativas dentro da Central Backup, afim de facilitar o acionamento das baterias Que sejam disponibilizadas placas informativas junto aos alarmes internos do hospital, solicitando que se reporte imediatamente a empresa responsável pelos gases e a equipe de manutenção, em caso de emergência; Que seja efetuado plano de contingência, para casos de falta de oxigênio e se tenha um estoque de ambus e cilindros, de fácil acesso aos colaboradores; Que todos os colaboradores, tanto da manutenção, técnicos, enfermeiros e médicos, sejam treinados de como operar o plano de contingência que deverá ser criado. Vídeos: Tudo sobre o RS

Vítima estava internada em estado grave no Hospital Azambuja desde 20 de maio. Socorristas levaram o pai em estado grave ao hospital Pedro Paulo Angioletti/Rádio Araguaia/NSC Reprodução Um homem de 53 anos morreu nesta terça-feira (22) após ficar 32 dias internado em estado grave em Brusque, no Vale do Itajaí. Ele foi baleado na cabeça dentro de casa em 20 de maio e, segundo a polícia, o filho dele, um adolescente de 14 anos, é o principal suspeito de ter atirado. Ele estava internado em estado grave no Hospital Azambuja desde o dia em que foi ferido. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que pai e filho tenham discutido quando o rapaz teria pegado um revólver e atirado na cabeça da vítima. Segundo o delegado responsável pelo caso, Alex Bonfim, com a morte do pai,o jovem pode responder por homicídio consumado e não mais por tentativa de homicídio. O jovem segue recolhido em um Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep), segundo o delegado, que não deu mais detalhes sobre o caso. Ele tinha fugido, mas se apresentou à polícia seis dias depois. O caso O homem foi encontrado dentro do banheiro da casa onde morava inconsciente por volta das 14h do dia 20 de maio. Ele recebeu os primeiros socorros dos bombeiros e foi levado ao Hospital Azambuja (relembre no vídeo abaixo). Adolescente é suspeito de atirar na cabeça do pai em Brusque, diz polícia Segundo o delegado Alex Bonfim Reis, pai e filho haviam brigado na véspera do crime e, durante a manhã, a briga continuou. "A discussão entre pai e filho já era antiga, segundo informações que a gente obteve no local. Eles discutiam por pequenas questões e, de um tempo para cá, essas discussões se tornaram mais acirradas", afirmou Reis na época. VÍDEOS mais assistidos do G1 SC nos últimos dias Veja mais notícias do estado no G1 SC.
Policiais usaram bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e spray de pimenta, enquanto manifestantes atiraram flechas contra a polícia. Grupo protestava na Câmara contra projeto de lei que trata da demarcação de terras e um processo de reintegração de posse movido pelo governo de SC. Ao menos 5 pessoas ficaram feridas numa batalha entre indígenas e policiais em Brasília Ao menos cinco pessoas ficaram feridas numa batalha entre indígenas e policiais em Brasília. Os indígenas protestavam contra um projeto de lei que trata da demarcação de terras indígenas e um processo de reintegração de posse movido pelo governo de Santa Catarina contra os povos Xokleng, Guarani e Kaingang que será julgado pelo Supremo Tribunal Federal. O caso terá repercussão geral, ou seja, vai servir de orientação para outros processos que também discutem a demarcação de terras indígenas. Por volta de 12h, se ouvia bombas de gás lançadas em frente a um dos anexos da Câmara. Indígenas corriam para o meio da rua. Policiais militares fizeram uma corrente para proteger outra portaria da Câmara. Um objeto foi arremessado. Policial: Abaixa a viseira! Policial: Atenção, indígenas estão arremessando coisas. Libera a via. Um grupo de manifestantes derrubou as grades de ferro que cercavam o prédio. Sob a fumaça do gás, um dos indígenas caiu no chão. Ele saiu carregado por outros manifestantes. Os indígenas revidaram e um policial legislativo foi flechado na coxa. Ele foi socorrido pelos bombeiros. Um outro policial, militar, foi atingido no pé, o coturno ficou perfurado. Segundo a Câmara, cerca de 500 índios tentaram invadir o Anexo 2, dispararam flechas contra os policiais, que usaram bombas de efeito moral, gás lacrimogênio e spray de pimenta. Além do policial legislativo ferido, um servidor da área administrativa recebeu uma flechada no tórax. Os dois foram levados ao hospital. A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil informou que três manifestantes ficaram feridos. Dois estão num hospital público de Brasília. E disse que a manifestação era pacífica e não houve nenhuma ação por parte dos indígenas que justificasse a reação violenta dos policiais. Deputados de oposição pediram que o governo do Distrito Federal apure a conduta da PM, que consideraram violenta. “O conflito que hoje resultou em feridos de ambos lados, com agressão violenta em especial por parte da polícia do Distrito Federal contra os povos indígenas que aqui se manifestavam. A gente lamenta o ocorrido com os policiais do Depol, assim como a gente lamenta o que ocorreu com os índios que foram atingidos por bombas, por balas de borracha e outros tipos de agressões”, declarou o deputado Alencar Santana, do PT. O presidente da Câmara, Arthur Lira, do Progressistas, defendeu a ação da polícia. Disse serem inaceitáveis tentativas de invasão da Câmara, e que é preciso debater a demarcação e a mineração em terras indígenas. “Esta casa precisa ter coragem de debater sobre o tema de exploração em terra indígena. Nós não estamos no século 15, nem no século 16, nem no século 17, nem no século 18, não! Estamos no século 21, e esse tipo de manifestação não será tolerada, com radicalismo, nesta casa, pelo menos no que depender desta presidência”, afirmou Lira.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Acre. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Acre.

Segundo as informações levantadas pela Polícia Militar, o casal ficou junto por 17 anos, mas ele não aceitava o fim do relacionamento. Arma apreendida pela PM em Araçuaí Polícia Militar/Divulgação Um homem, de 41 anos, foi preso com uma arma após ameaçar a ex-mulher por diversas vezes. Segundo as informações levantadas pela Polícia Militar, o casal ficou junto por 17 anos, mas ele não aceitava o fim do relacionamento. A vítima procurou pela Sala de Operações da 14ª Cia da PM e informou que o ex a perseguia frequentemente para tentar reatar o casamento. Ainda relatou ainda que, no último sábado (20), ele estava armado e procurou por ela, mesmo sabendo que o contato estava proibido em função de uma medida protetiva. A ordem judicial foi desrespeitada por mais de uma vez. Após as informações, os policiais montaram uma operação na região do córrego Chapadinha, na zona rural, com o intuito de prender o homem. Segundo a PM, incialmente, ele negou os fatos. Mas acabou entrando em contradição e assumiu que tinha uma arma de fabricação artesanal em casa. O autor foi preso e levado para a delegacia junto com a garrucha apreendida. Vídeos do Norte, Centro e Noroeste de MG Veja outras notícias da região em G1 Grande Minas.
Enciclopédia Negra reúne 550 biografias de um passado injustamente apagado e de personalidades atuais e contemporâneas que merecem ser lembradas. Livro e exposição recuperam histórias perdidas de brasileiros que ajudaram a formar o país Um livro e uma exposição recuperaram histórias perdidas de brasileiros que ajudaram a formar o país. Catarina Cassange estava grávida quando fugiu da escravidão, em 1838. Seu proprietário publicou anúncios de busca. Catarina se escondeu num quilombo até ser capturada. Rosa também tentou escapar com os seis filhos de uma fazenda no Rio Grande do Sul, mas foi encontrada antes de chegar ao Uruguai. Já Salústia, entrou na Justiça da Paraíba em 1885 e conquistou a liberdade ao provar erro na documentação do proprietário que a tinha recebido como herança. Os amuletos e colares renderam chicotadas e condenação para esses escravizados e libertos acusados de serem mandingueiros. Roque José Florêncio, conhecido como ‘Pata Seca’, foi usado como reprodutor no interior de São Paulo. Contam que teve mais de 200 filhos escravizados como ele. Foi contra o cativeiro que Filipa Maria Aranha organizou no século 18 um quilombo com mais de 300 pessoas às margens do Rio Tocantins e apoiou a organização de outros fugitivos. Até bem pouco tempo, essas eram histórias sem rostos e sem registro nos livros didáticos, mas pelas mãos de historiadores e artistas o público, o Brasil tem, agora, a oportunidade de conhecer... o Brasil. “No Brasil, é uma história ainda muito branca, muito colonial e muito masculina. Então, a ideia é mostrar como as populações negras no Brasil estiveram presentes em todos os lugares. Não foram só populações escravizadas. Foram profissionais liberais, foram engenheiros, foram médicos, foram professoras, foram palhaços. Então, a ideia era fazer uma outra história”, conta a coautora da Enciclopédia Negra, Lilia Schwarcz. Feita também por personalidades como Jandyra Aymoré, cantora da primeira companhia negra de revista, ou Mestre Valentim, artista que entalhou e decorou as mais belas igrejas do Rio de Janeiro. Foi juntando fragmentos de documentos, publicações, histórias contadas por descendentes e a imaginação que artistas criaram os retratos e as obras que o público pode ver na Pinacoteca de São Paulo. “É um resgate de algo que a gente não tem acesso. Não teve acesso e não tem até hoje porque vem sendo apagado anos e anos. Isso daqui é lindo e precioso. Necessário, muito necessário”, diz a modelo Lidiane Carvalho. Ao todo, a mostra reúne 103 obras de 36 artistas que fazem parte de um projeto muito maior. A história continua no livro: A Enciclopédia Negra - que reúne 550 biografias de um passado injustamente apagado e de personalidades atuais e contemporâneas que merecem ser lembradas. A vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018. O escritor modernista Mário de Andrade. Os cantores Itamar Assumpção e Clementina de Jesus. São alguns desses brasileiros que, com seus talentos, sabedoria, arte e suas lutas fazem o país que somos e merecem seu lugar na história. “A gente coloca no livro que uma pessoa negra morre duas vezes. Ela morre em vida e morre na memória, porque a memória dela não é preservada. A memória da personalidade negra não é preservada. Então, a gente tenta trazer para o livro o resgate dessa outra morte, da morte da memória, da morte da história, que é muito importante a gente não deixar que aconteça mais”, diz o artista plástico e co-curador da exposição, Jaime Lauriano.
Imunizantes serão administrados em nove Unidades Básicas de Saúde. A Prefeitura de Colinas do Tocantins, na região norte do estado, vai ampliar a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas sem comorbidades. A partir desta quarta-feira (23) poderão ser vacinadas com a primeira dose do imunizante os moradores que tenham a partir de 45 anos. A vacinação será aplicada em nove Unidades Básicas de Saúde (UBS). Veja todos os pontos abaixo Acompanhe a evolução da Covid-19 em Colinas do Tocantins Atualmente na cidade também podem ser vacinadas as pessoas com comorbidades com mais de 18 anos, profissionais da educação, profissionais da limpeza, transporte alternativo e rodoviário, trabalhadores ferroviários, trabalhadores industriais, pessoas privadas de liberdade e caminhoneiros, taxistas e mototaxistas. Para garantir a dose os moradores precisam estar com documentos pessoais, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) cartão de vacina. As pessoas com comorbidades também devem apresentar laudo médico. Já para os profissionais contempladas é necessário a comprovação de vínculo com a empresa que trabalha. Pontos de vacinação em Colinas do Tocantins UBS Laurindo Ferreira (3476-7058) UBS Sol Nascente (3476-7011) UBS Maria Campo Aires (3476-7009) UBS Santa Maria (99986-0039) UBS Gérson de Oliveira (3476-7057) UBS Nair Ferreira (99948-7591) UBS Araguaia II (99957-8638) UBS Maria Martins (3476-7051) UBS São Cristóvão (3476- 70 56) Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Ao menos 30 pecuaristas denunciaram casos semelhantes à Delegacia de Crimes Rurais. Polícia calcula prejuízos de R$ 30 milhões. Produtores relatam negociação sem pagamento com suspeitos. Polícia Civil investiga esquema milionário de roubo de gado no RS Foram presos preventivamente, nesta terça-feira (22), dois suspeitos de aplicar golpes contra pecuaristas de 10 municípios das regiões Central e da Fronteira do Rio Grande do Sul. A Polícia Civil apura pelo menos 30 ocorrências, nas quais os produtores vendiam animais para os suspeitos, mas não recebiam o pagamento combinado. Um dos homens foi localizado em Porto Alegre. Sem antecedentes criminais, ele foi preso e encaminhado para o Palácio da Polícia. O outro suspeito foi preso em Caçapava do Sul, na Região Central do RS. De acordo com o delegado André de Matos Mendes, da Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab), os prejuízos são estimados em R$ 30 milhões. "Ele comprava gado por um valor a prazo, para pagar em um mês, dois meses, e vendia esse mesmo gado por um preço mais baixo e prazo menor para receber. Ia girando esse dinheiro. Até que, num determinado momento, aconteceu esse problema: ele ficou devendo para bastante gente", diz Mendes. Segundo os pecuaristas, o gado era vendido sem contrato, em uma negociação informal. O pagamento era feito através de depósitos bancários ou cheques pré-datados. Contudo, a conta indicada no acerto não tinha fundos. Gado em fazenda na cidade de Formigueiro Reprodução/RBS TV Relato de pecuaristas Um dos produtores que denunciou o caso à polícia diz que fazia negócios frequentes com o suspeito, criando uma relação de confiança. Uma vez, no entanto, o comprador recolheu os 542 animais negociados sem efetuar o pagamento, de quase R$ 5 milhões. O pecuarista, que preferiu não se identificar, é dono de uma propriedade em Formigueiro. Ele relatou o caso à RBS TV. "Dá um peso no coração. É uma tristeza que a gente sente, porque não levou simplesmente um gado aqui de casa, aqui do nosso estabelecimento. Ele levou uma vida toda de sacrifício", lamentou. Os animais seriam transportados para propriedades do homem que fez o negócio em Formigueiro e em Caçapava do Sul. De lá, seriam vendidos para criadores de outros estados do país. Ao contrários dos outros pecuaristas, que já conheciam o homem, Roberto Machado fez negócio com o suspeito pela primeira vez. O produtor recebeu um cheque, tentou descontá-lo, mas viu que não tinha saldo. "O ano todo envolvido, cuidando o gado. Esperando, contando com aquele dinheiro, chega na hora e não vem, não paga. Daí fica meio difícil", afirmou. O pecuarista Márcio Souza, que também cria gado, vendeu 70 animais para o suspeito. Somando com as vendas feitas pelo pai e pelo irmão, eles tiveram um prejuízo de R$ 500 mil. "Não é um lucro que foi embora, é uma vida inteira que a gente vem produzindo. A gente leva um choque", contou. VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Se em maio de 2020, 26% dos alunos em média se sentiam desmotivados e os pais tinham medo de que eles desistissem dos estudos, agora 40% pensam dessa forma. Pesquisa alerta: 40% dos estudantes brasileiros do ensino básico correm o risco de abandonar os estudos O número de alunos do ensino básico que correm o risco de abandonar os estudos por causa da pandemia aumentou. Estudar longe da escola não é nada fácil. “Tem distrações, pessoas conversando, tirando a sua atenção, pedindo coisas”, afirma a estudante Laila da Silva. “Para ele era como se fosse uma tortura ter aula online, porque ele notava que ele não estava aprendendo nada”, diz a pescadora Kelen Borges Machado, mãe do menino Miguel. Laila, que faz curso técnico de nutrição em São Paulo, tem ainda outra dificuldade: “A rede wi-fi cai a todo momento, é bem difícil essa questão”, conta. Miguel resume assim o ano de 2020 inteiro de ensino remoto: ‘O segundo ano era horroroso. Não gostava do segundo ano”. Na casa da pescadora Kelen, na cidade gaúcha de Rio Grande, a rotina foi de aulas online uma vez por semana e muita tarefa que a escola mandava em folhas de papel. “Ele precisava daquele apoio para aprender realmente a caligrafia, para aprender a ler. E aí eu tentava ajudar da melhor maneira possível”, conta a mãe do Miguel. Os problemas no ensino são os mesmos no país há um ano e três meses. E, segundo a pesquisa do Datafolha, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, o Itaú Social e a Fundação Lemann, oito de cada dez estudantes da educação básico continuam dependentes do ensino remoto, por causa das medidas de restrição. E o aprendizado não é o mesmo da escola. “Basta a gente se colocar no lugar de uma criança ou de um adolescente que recebe em PDF algo para copiar. É muito diferente daquele estudante que está realizando um projeto junto com seus colegas. A escola cumpre um papel fundamental no desenvolvimento integral das crianças, adolescentes e jovens”, diz Patrícia Mota Guedes, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento Itaú. Miguel é um exemplo. “Para ele o fato de não ter a aula, de não estar na escola, desmotivava ele completamente. Ele não queria nem brincar”, conta Kelen. Se em maio de 2020, 26% dos alunos em média se sentiam desmotivados e os pais tinham medo de que eles desistissem dos estudos, agora 40% pensam dessa forma. O número é ainda maior nos lares mais pobres e onde os responsáveis têm menor escolaridade. Os relatos dos pais e responsáveis soam como alerta. Na prática, são um sinal de que, diante das dificuldades com o ensino remoto, boa parte dos estudantes já perdeu o vínculo com os estudos. E o impacto desse comportamento pode comprometer os planos de milhões de famílias brasileiras e do país nos próximos anos. Os danos são visíveis nos alunos em fase de alfabetização. “Se eu não me alfabetizo bem, todo o resto da minha escolaridade vai ficar prejudicado. Os pais dizem que percebem que ou eles estão estagnados, ou até andaram para trás em relação ao domínio que eles tinham da escrita antes da pandemia”, diz o diretor-executivo da Fundação Lemann, Denis Mizne. Já a ameaça da evasão escolar em massa no ensino médio põe em risco o futuro dos jovens. “Isso vai diminuir as habilidades, o conhecimento desse jovem. E ele vai ter mais dificuldade para se inserir produtivamente no mercado de trabalho. O crescimento da produtividade é essencial porque é isso que permite que a renda cresça, que as gerações fiquem cada vez mais ricas, ou seja, que o país como um todo cresça”, diz Naercio Menezes Filho, economista e professor do Insper. Todos concordam que será preciso um grande esforço para que a retomada das aulas presenciais comece a recuperar o tempo perdido. “A gente vai precisar mobilizar toda a sociedade brasileira. Mais do que nunca, a gente precisa garantir que a gente vai ter um plano de recuperação da educação que coloque a educação no centro da nossa agenda”, diz Denis Mizne. “Os governos municipais, estaduais e o governo federal todos têm que se unir para a gente conseguir recuperar o aprendizado, a saúde mental e as habilidades socioemocionais dos jovens”, afirma Naercio Menezes. Miguel, que está voltando a ter aulas presenciais, garante: “Agora que tem o colégio, melhorou muito. Foi a melhor coisa que aconteceu”.
Na área de serra e mata, a polícia encontrou um carro queimado, que pode ser uma pista do assassino em série. Sem sinal de celular, equipes enfrentam o desafio da comunicação. Buscas do assassino foragido em Goiás completam duas semanas As buscas pelo assassino em série foragido em Goiás completaram nesta terça-feira (22) duas semanas. Em Cocalzinho de Goiás, os policiais passaram agora a usar rádios com alcance de 30 quilômetros. A comunicação entre as equipes é um desafio. Celulares não têm sinal em grande parte da zona rural, onde Lázaro Barbosa pode ter vários esconderijos, como uma caverna, de um quilômetro de extensão. Na área de serra e mata, a polícia encontrou o que pode ser uma pista. O carro foi encontrado queimado em área de mata, que fica a dois quilômetros da base de operações da força-tarefa, só que do lado oposto de onde as buscas se concentram desde sábado (19). Neste ponto, ainda não há nenhum registro de aparição de Lázaro Barbosa. Só que, nesses 14 dias de caçada ao assassino, nenhuma pista é descartada. Um reforço vem da central de monitoramento do Batalhão Rural, em Goiânia, onde os agentes acompanham toda a movimentação. Imagens de câmeras de segurança e de satélites ajudam nas buscas. “O produtor rural, ao ver alguma suspeição na sua propriedade, ele nos liga, nos relata essa situação e nós informamos às equipes que estão em campo imediatamente”, explicou Wasley Aparecido Bragas, coordenador do Centro Integrado de Comando e Controle Rural. Além da fiscalização na BR 0-70, os agentes da Polícia Rodoviária Federal passaram a monitorar outras duas rodovias. A população está impaciente com a situação, sem desfecho. Muitos saíram de casa com medo e não têm previsão para voltar. “A gente fica à mercê disso. Quase não tem segurança, e os homens que estão, estão aí, em busca desse cara, e a gente não sabe onde ela pode aparecer, em qualquer lugar, fica nessa mata fechada aqui de frente de casa”, contou dona Valdete.
As doações somam mais de R$ 30 milhões. O movimento criou pacotes que podem receber doações de empresas ou de cidadãos. Movimento Unidos pela Vacina faz mais de 330 mil doações a duas mil cidades O Movimento Unidos pela Vacina fez mais de 330 mil doações a duas mil cidades. A cidade de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, ganhou 60 caixas térmicas, dois freezers e três refrigeradores portáteis para guardar vacinas e um gerador, para o caso de faltar energia. Tudo isso doado por empresas que entendem a urgência de vacinar todo mundo contra a Covid. “Veio na hora certa, foi uma ajuda substancial e permitiu que nós acelerássemos mais esse processo de vacinação porque a angústia é muito grande de todos nós, da população, de receber a vacina mais rápido possível”, diz o secretário de Saúde de Campos dos Goytacazes, Adelsir Barreto. As doações também foram para a cidade vizinha, São João da Barra, que também ganhou uma van com motorista e despesas pagas para levar os enfermeiros até os moradores que não podem sair de casa. Foi assim que Sheila viu o pai ser vacinado. “O meu pai tem 83 anos e foram lá na casa do meu pai, com maior carinho, o pessoal da área da saúde aqui foi lá, aplicaram vacina no meu pai. A segunda dose também”, contou a cabeleireira Sheila Viana de Almeida. A necessidade de avançar na imunização contra a Covid o mais rápido possível - precisa vencer dificuldades que vão além da falta de doses. O Movimento Unidos pela Vacina fez um levantamento com mais de 5.500 municípios e descobriu que pelo menos quatro mil deles estavam com dificuldades de implementar o plano nacional de vacinação. Esse diagnóstico foi só o primeiro passo. A partir daí, o movimento começou uma grande campanha com empresas dispostas a ajudar. Em Minas Gerais, 54 cidades ganharam câmaras frias, freezers e caixas térmicas, macas e cadeiras de rodas para transportar pacientes até os postos de vacinação. Até agora, 2.040 cidades brasileiras receberam doações que somam mais de R$ 30 milhões. “Os municípios que têm necessidades específicas passam essas necessidades para o movimento, e o movimento corre atrás de empresas doadoras para que essas necessidades sejam supridas. Essa doação não só ajuda o agora, a aceleração do processo de vacinação, mas também deixa um legado para o futuro”, diz a coordenadora de Comunicação do Movimento Unidos pela Vacina, Claudia Sender. Para acelerar a vacinação nas duas mil cidades que ainda precisam de ajuda, o Movimento Unidos pela Vacina criou pacotes que podem receber doações de outras empresas ou de cidadãos. “Você pode doar qualquer valor que vai ajudar a compor um pacote maior para apoiar cada um dos municípios. Então a gente convida toda a sociedade civil brasileira a participar desse movimento, porque a gente sabe que cada dia conta, que a gente só vai vencer a Covid quando todos estiverem vacinados”, afirma Claudia Sender. Veja aqui informações sobre como ajudar no seu estado.
Foi a segunda semana seguida de aumento na taxa. Sobe taxa de transmissão do coronavírus no Brasil A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil, calculada pelo Imperial College de Londres, subiu para 1,13. Cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus a outras 113. Foi a segunda semana seguida de aumento na taxa.
O contrato do governo federal com a empresa prevê entrega de 38 milhões de doses até o fim deste ano. A vacina é aplicada em dose única. Primeiro lote de vacinas da Janssen chega ao Brasil O primeiro lote com 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen, chegou nesta terça-feira (22) ao Brasil, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. A carga vai passar por inspeção no centro de distribuição do Ministério da Saúde. O contrato do Governo Federal com a empresa prevê a entrega de 38 milhões de doses até o fim de 2021. Essa vacina é aplicada em dose única.
Em São Paulo, mais de 200 mil doses estão sendo distribuídas para o retorno da vacinação nesta quarta-feira (23). Falta de imunizantes obriga prefeituras a suspender campanha de vacinação contra Covid A falta de imunizantes obrigou prefeituras a suspender a campanha de vacinação contra a Covid. De Norte a Sul, um problema compartilhado. A vacinação da primeira dose contra a Covid está suspensa em seis capitais: Florianópolis, São Paulo, Salvador, Aracaju, João Pessoa e Campo Grande. Porto Alegre, Curitiba, Rio Branco e Cuiabá continuam vacinando, mas estão com o estoque muito baixo. E as demais capitais seguem vacinando normalmente. Na cidade de São Paulo, a suspensão foi geral. Lá, desde o começo da aplicação das doses contra a Covid, cinco meses atrás, a vacinação nunca tinha parado totalmente como nesta terça-feira (22). Na porta dos postos de saúde, ficou o vazio, sem aquelas filas que o pessoal fazia para tomar a vacina. A notícia de que as doses tinham acabado veio em forma de aviso na entrada ou de aceno com a cabeça. Com o bebê de 12 dias no colo, a dona de casa Mara Andrelino foi embora sem a proteção. “Foram suspensas as vacinas, na verdade, elas falaram isso: ‘Foram suspensas’”, disse. O marido da comerciante Raquel Silva Pereira tinha que ter tomado a segunda dose na segunda-feira (21), mas cinco postos depois, ela não achou vacina. “Toma a primeira dose, fica ansioso para tomar a segunda e, quando você chega, não tem, não tem previsão. Eu acho um descaso total”, destacou. Mara, Raquel e milhares de outras pessoas em São Paulo ficaram no meio de um impasse. A Secretaria de Saúde do estado disse que só foi informada de que não havia mais vacinas na capital na segunda-feira, às 18h, e que depende agora do governo federal. Mas a prefeitura afirmou que o governo do estado sabia do risco desde sábado (19) e que, para manter o cronograma, foi preciso usar a reserva de segunda dose. As caixas que tanto faltaram apareceram para reabastecer os postos de saúde de São Paulo. Mais de 200 mil doses estão sendo distribuídas, para retomar nesta quarta-feira (23) a vacinação. Salvador espera retomar a campanha na sexta (25). Florianópolis, Aracaju, João Pessoa e Campo Grande não têm previsão e dependem de novas doses do Ministério da Saúde. O Ministério da Saúde declarou que distribuiu mais de 123 milhões de doses de vacinas contra a Covid; que as entregas em junho ocorrem conforme o previsto; que vai enviar mais sete milhões de doses aos estados e ao Distrito Federal nos próximos dias; e que cabe aos estados a distribuição dos imunizantes aos municípios.