Simule e contrate

g1


Unidades de saúde da capital ofertam vacina no período de 8h às 16h para crianças de 5 a 11 anos, adolescentes de 12 a 17 anos e adultos acima dos 18 anos. Rio Branco vacina adultos e crianças contra a Covid nesta quarta-feira (29) Murilo Lima/Rede Amazônica Vacina covid-19 acre rio branco Odair Leal/ Secom A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco segue com a vacinação nesta quarta-feira (29) e disponibiliza mais 16 unidades de saúde que ofertam a vacina contra Covid-19. Pessoas com 40 anos ou mais já podem procurar uma unidade e tomar a 4ª dose do imunizante. (Veja locais abaixo) Os atendimentos são feitos no período de 8h às 16h para adolescentes de 12 a 17 anos e adultos acima dos 18 anos. Para crianças de 5 a 11 anos, o horário é de 8h às 11h e de 14h às 16h. LEIA TAMBÉM: Com baixa cobertura, Saúde de Rio Branco instala ponto de vacinação na Praça da Revolução Em Rio Branco, 590 pessoas foram vacinadas em dois de mutirão na Praça da Revolução A prefeitura ampliou, no último dia 10, a vacinação contra influenza e sarampo para crianças menores de 10 anos. Antes, a vacina era disponibilizada para crianças de seis meses a cinco anos. As crianças e adolescentes precisam estar acompanhadas do pai ou da mãe ou de outro responsável legal na hora da imunização. A dose de reforço é ofertada para aqueles com mais de 12 anos e que tenham tomado a segunda dose há mais de 4 meses. A 4ª dose é ofertada para pessoas com mais de 50 anos, que estejam há quatro meses da dose de reforço. Pontos de vacinação 1ª e 2ª com + de 2 meses e dose de reforço + de 4 meses Urap Eduardo Assmar Urap Rozangel Pimentel Urap São Francisco Urap Hidalgo de Lima Urap Ary Rodrigues Urap Bacurau Policlínica Barral y Barral Urap Cláudia Vitorino Urap Maria Barroso Urap Roney Meireles Dose de reforço da Jansen + de 2 meses Urap Vila Ivonete 2ª dose Coronavac Agendamento na Vigilância Epidemiológica (3227-3165) Vacinação crianças USF Mário Maia - Cidade Nova USF Maria Áurea Vilela - Cadeia Velha USF Vitória - Vitória /São Francisco USF Raimundo Moreira - João Eduardo USF Manoel Bezerra - Cidade do Povo Vacinação no Acre De acordo com informações do Portal de Transparência do governo, o Acre já aplicou 1.457.112 doses de vacina na população até esta segunda (27). Das doses, 659.811 pessoas tomaram a primeira dose, 540.540 a segunda, 13.180 a dose única e 215.872 dose de reforço. Segundo o governo, o número de doses aplicadas que consta no portal refere-se aos dados já inseridos no sistema do Ministério da Saúde, cujas atualizações são realizadas pelos municípios. Por isso, pode haver atraso nas informações. VÍDEOS: g1 Acre p

Envio à PGR é praxe nesse tipo de caso. PF apura o favorecimento de pastores na distribuição de verbas do MEC. Em conversa interceptada pela Polícia Federal, ex-ministro disse ter sido informado por Bolsonaro sobre possibilidade de ser alvo de buscas. Ministro Alexandre de Moraes em abril de 2022. Nelson Jr./SCO/STF O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre um pedido para investigar o presidente Jair Bolsonaro (PL) por suposta interferência na Polícia Federal durante as investigações sobre o esquema de corrupção no Ministério da Educação (MEC). A PF apura o favorecimento de pastores na distribuição de verbas do MEC. Na última quarta-feira (22), o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores denunciados foram presos. Um dia depois, eles foram soltos, por decisão da Justiça. Entenda por que Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação, foi preso; Segundo interceptação telefônica feita pela Polícia Federal, em 9 de junho, Ribeiro disse a uma filha que Bolsonaro havia lhe relatado "pressentimento" de que o ex-ministro poderia ser usado para atingir o presidente. Na conversa, Ribeiro também fala da possibilidade de ser alvo de busca e apreensão, como de fato foi, dias depois. "Hoje, o presidente me ligou. Ele está com um pressentimento novamente de que podem querer atingi-lo através de mim, sabe?", disse Ribeiro. Em seguida, o ex-ministro afirma: "Ele acha que vão fazer uma busca e apreensão em casa, sabe? Bom, isso pode acontecer, se houver indícios, mas não há porquê", disse o ex-ministro. Ouça áudio em que Milton Ribeiro revela alerta de Bolsonaro Moraes analisou um pedido feito pelo líder da oposição, Randolfe Rodrigues (REDE- AP), após a divulgação de intercepção telefônica indicar que Bolsonaro teria alertado o ex-ministro Milton Ribeiro de que ele poderia ser alvo de busca e apreensão. A decisão de Moraes é praxe nesse tipo de caso. Cabe à PGR decidir se há elementos para abrir uma investigação formal contra Bolsonaro. Ao STF, Randolfe Rodrigues afirmou que há indícios de “suposta nova interferência do Presidente da República JAIR BOLSONARO na Polícia Federal” e pediu que sejam adotadas “as medidas cabíveis a fim de evitar interferências indevidas da cúpula do Poder Executivo nas atividades-fim da Polícia Federal". Esse é o terceiro pedido que o STF envia para a PGR avaliar se há indícios contra Bolsonaro no escândalo do MEC. A ministra Cármen Lúcia encaminhou para a Procuradoria pedidos dos deputados Reginaldo Lopes e Israel Batista para que o presidente seja investigado. O advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, disse ter sido autorizado pelo presidente a dizer à imprensa que ele "não interferiu na PF" e que não tem "nada a ver com essas gravações".

As vítimas estudam em um colégio próximo ao estabelecimento. Uma delas disse que o homem a abordou em um banheiro e disse para “baixar as calças”. O caso foi denunciado na Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca), em Fortaleza. Google Maps Um casal denunciou que os dois filhos adolescentes foram assediados pelo dono de um bar, que fica localizado próximo ao colégio onde estudam. Os casos teriam acontecido no Bairro Montese, em Fortaleza, e foram relatados à Polícia no último dia 23 de junho. As vítimas têm 13 e 17 anos. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Os pais souberam do assédio após um episódio onde o filho mais novo precisou utilizar o banheiro do bar. O adolescente foi ao colégio, no dia 22 de junho, mas não pôde entrar porque a instituição estava realizando Jogos Interclasses, e só alunos que participariam das atividades esportivas puderam entrar na escola. Com isto, o adolescente foi ao bar que fica na frente do colégio para usar o banheiro. O depoimento registrado em boletim de ocorrência foi prestado pela mãe, que informou que o dono do bar abordou o adolescente de 13 anos no banheiro, empurrou a porta e mandou que ele baixasse as calças. Contudo, o adolescente conseguiu fugir correndo. LEIA TAMBÉM: Professor de inglês, mulher dele e diretora de escola são indiciados em denúncia de estupro contra alunas, no Ceará Polícia do Ceará prende pai suspeito de estuprar a própria filha, de 11 anos A Polícia Civil disse que investiga um caso de tentativa de estupro de vulnerável contra um adolescente de 13 anos no Montese. De acordo com o boletim de ocorrência, ao tomar conhecimento do caso, a mãe da vítima de 13 anos foi informada pelo outro filho, de 17 anos, que o suspeito já o teria importunado sexualmente em uma outra ocasião. “Foi muito chocante ficar sabendo de tudo isso. Eu e minha esposa estávamos finalizando um trabalho quando os meus filhos chegaram contando a situação. Foi um baque e mexeu muito com todos nós", disse o pai das vítimas. Após o relato do irmão, o outro filho, de 17 anos, também contou que teria sofrido assédios verbais do mesmo homem. A outra vítima relatou aos pais (que passaram às autoridades) que o dono do bar dizia “ei menino bonito, vem aqui” quando o adolescente passava na frente do estabelecimento. Com os relatos, a mãe decidiu procurar a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente. O pai disse que os filhos seguem indo para a mesma escola, inclusive o pedido de continuar foi feito pelo adolescente que foi assediado no banheiro; e que os filhos vão começar o acompanhamento psicológico. “A gente está tentando lidar da melhor forma possível. A gente conversa com nossos filhos, pergunta como estão, o que estão sentindo. Eles estão bem abalados. Depois disso, meu filho ficou bastante fechado e assustado. Por exemplo, se chegar por trás dele para dar um abraço, ele se assusta”, relatou o homem. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará informou que a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca) é a unidade responsável por conduzir as investigações. Assista às notícias do Ceará no g1 em 1 Minuto
A cartilha é uma orientação do governo para médicos e hospitais do pais e ignora as leis brasileiras. Na semana passada, no caso da menina de 11 anos estuprada, o Hospital Universitário de Florianópolis se baseou na cartilha para se recusar a fazer o aborto. Diretriz do Ministério da Saúde diz que todo aborto é crime, e motiva audiência pública em Brasília No Ministério da Saúde, um documento com orientações sobre o aborto foi alvo de críticas e provocou muita polêmica. A diretriz do ministério ignora as leis brasileiras e motivou uma audiência pública em Brasília. A cartilha foi divulgada no início de junho e começou a valer imediatamente. O documento afirma que no Brasil "não existe aborto ‘legal’ como é costumeiramente citado, inclusive em textos técnicos. O que existe é o aborto com excludente de ilicitude. Todo aborto é um crime, mas quando comprovadas as situações de excludente de ilicitude após investigação policial, ele deixa de ser punido, como a interrupção da gravidez por risco materno.” A cartilha é uma orientação do governo para médicos e hospitais do país, uma espécie de bula, um padrão de procedimento. Na semana passada, no caso da menina de 11 anos estuprada, o Hospital Universitário de Florianópolis se baseou na cartilha para se recusar a fazer o aborto, alegando que a gravidez já tinha passado de 20 semanas, outro ponto da cartilha, e só fez o procedimento depois da recomendação do Ministério Público Federal. Em carta, Klara Castanho diz que foi violentada não só pelo homem que a estuprou, mas também pelo julgamento das pessoas Esta não é a primeira diretriz do Ministério da Saúde questionada. Em janeiro passado, uma nota técnica afirmava que a hidroxicloroquina, que a ciência já havia amplamente descartado, era eficaz contra a Covid e condenava a vacina que a ciência atestou. Depois de muitas críticas de entidades médicas, o ministério revogou a nota, mas manteve o texto que seguiu permitindo o uso da hidroxicloroquina. Se a cartilha do kit Covid contrariava a ciência mundial, a atual, sobre o aborto, passa por cima da lei e ignora o que já decidiram o Legislativo e o Judiciário. A lei brasileira admite o aborto em casos de estupro e risco de vida para a mulher, e chama esses casos de aborto legal. Está no Artigo 128 do Código Penal as situações em que o aborto não é punido quando praticado por médico: - se não há outro meio de salvar a vida da gestante; - e se a gravidez resulta de estupro e o aborto é precedido de consentimento da gestante ou, quando incapaz, de seu representante legal. E em 2012, o Supremo Tribunal Federal definiu que o aborto em caso de anencefalia, má formação do cérebro, também não é crime. Nesta terça-feira (28), depois de toda a repercussão sobre o caso da menina de Santa Catarina e com o prédio cercado por grades, o ministério fez uma audiência pública para discutir a cartilha. Foram chamados médicos, juristas, representantes de associações, parlamentares. Entre os debatedores, 13 eram antiaborto e apenas sete defenderam a realização do aborto de acordo com a lei. Angela Gandra, secretária Nacional da Família do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, insistiu que o aborto é crime. “Dessa forma tem atuado o nosso Ministério da Saúde de forma coerente. Tanto quanto a proposta do governo quanto com a completude sistêmica do nosso ordenamento jurídico, tratando o aborto como crime e o estupro como crime”, disse. Um erro da secretária, como lembrou Daniela Correa Jacques Brauner, da Defensoria Pública da União e coordenadora do Grupo de Trabalho Mulheres. Ela cita o artigo do Código Penal que determina quando o aborto é legal. “Quando a cartilha afirma que todo aborto é crime, ela vem em total dissonância à doutrina de Direito Penal. Quando há uma excludente de ilicitude, que é o caso do Artigo 128, não há crime. Não se pode dizer que existe crime de aborto legal, porque não é crime. Se o conceito de crime permite fazer aquele procedimento, não é crime”, ressalta. Nálida Coelho Monte, representante do Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais, disse que a cartilha pode dificultar o acesso de mulheres e meninas a um procedimento seguro. “Esse documento do Ministério da Saúde, portanto, não cumpre a sua finalidade de melhor orientar os profissionais de saúde e embora não possua caráter normativo, na prática, pode limitar ou obstar o acesso aos cuidados em saúde de mulheres e meninas em decorrência de sua imprecisão técnica e de sua inconsistência cientifica, gerando em mulheres e meninas e em profissionais de saúde medo, coerção e uma sensação de insegurança jurídica. Se a redação atual for mantida cotidianamente, vamos testemunhar meninas de 11 anos sem acesso à saúde, como testemunhamos nas últimas semanas no Brasil”, afirma.
Em sentido contrário, para convencer senadores a retirar os nomes da CPI, o governo acelerou a liberação de verbas. No STF, a ministra Cármen Lúcia considerou grave a suposta interferência de Bolsonaro nas investigações envolvendo Milton Ribeiro e pediu que a PGR se manifeste. Oposição protocola no Senado pedido de abertura de CPI para investigar denúncias no MEC A oposição protocolou nesta terça-feira (28) no Senado o pedido de abertura de uma CPI para investigar as denúncias de corrupção e tráfico de influência no Ministério da Educação na gestão de Milton Ribeiro. Em sentido contrário, para convencer senadores a retirar os nomes da CPI, o governo acelerou a liberação de verbas O pedido reuniu 31 assinaturas, quatro a mais que o necessário. O líder da oposição, senador Randolfe Rodrigues, da Rede, disse que espera que até quarta-feira (29) o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, do PSD, leia o pedido em plenário. A leitura do requerimento é uma etapa necessária para a instalação da CPI. Na segunda-feira (27), Rodrigo Pacheco adiantou que vai examinar o pedido da CPI do MEC rapidamente. Segundo Randolfe, a comissão deve investigar as denúncias de corrupção dentro do Ministério da Educação e também as suspeitas de interferência na investigação. O delegado da Polícia Federal Bruno Calandrini, que comanda o inquérito, afirmou na semana passada que houve interferência superior na apuração. Nesta terça, a PF informou que ele foi exonerado do setor que investiga políticos. Segundo a Polícia Federal, Calandrini pediu para deixar o cargo em maio, antes da operação contra corrupção no MEC, e passará a chefiar outro setor na corporação. Ainda segundo a PF, Bruno Calandrini, no entanto, continuará à frente do inquérito do MEC. Em gravação telefônica feita pela PF, o ex-ministro Milton Ribeiro aparece contando para a filha que o presidente Jair Bolsonaro ligou dizendo que tinha um “pressentimento” de que a Polícia Federal realizaria busca e apreensão na casa dele. Por causa dessa suposta interferência na operação, Bolsonaro é alvo de pedidos de investigação no Supremo Tribunal Federal. Ao enviar um desses pedidos para análise da Procuradoria-Geral da República, a ministra Cármen Lúcia citou a gravidade do caso. "Considerando os termos do relato apresentado e a gravidade do quadro narrado, manifeste-se a Procuradoria-Geral da República", escreveu a ministra. “A investigação em curso conduzida pela Polícia Federal, pelo delegado Bruno Calandrini, pelo Ministério Público Federal está sob forte intervenção e ameaça. Desde a semana passada, é de conhecimento de todos em áudio do próprio senhor Milton Ribeiro que o presidente da República interveio de forma clara para impedir que a investigação avançasse”, diz Randolfe. Depois da leitura em plenário, os partidos ainda precisam indicar os integrantes da comissão. Não há prazo determinado para nenhuma dessas etapas. Governo e aliados atuam para tentar impedir a CPI. Logo depois que o pedido de CPI foi protocolado, senadores governistas apresentaram requerimentos para que Rodrigo Pacheco cumpra uma ordem cronológica e dê prioridade a outros pedidos de abertura de CPIs que foram apresentados antes. Em outra frente, o Palácio do Planalto tenta convencer senadores a retirarem a assinatura do pedido de CPI e acelerou a liberação de emendas no Congresso. Só em junho, o governo empenhou R$ 5,7 bilhões, mais de um terço de todo o dinheiro das emendas de relator para este ano, o chamado orçamento secreto. O pagamento dessas emendas não exige identificação de quais parlamentares solicitaram a verba nem a distribuição igualitária entre deputados e senadores. Do dia da prisão (22/06) até segunda-feira (27), já foram efetivamente pagos R$ 4,3 bilhões. Um dos principais focos da CPI deverá ser a atuação dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos dentro do Ministério da Educação durante a gestão de Milton Ribeiro. Servidores e prefeitos confirmaram à Controladoria Geral da União e à Polícia Federal que os pastores circulavam livremente no MEC, falavam e negociavam a liberação de verbas em nome do ministro e até exigiam cargos no ministério. Em depoimento à PF, o prefeito Laerte Dourado, de Jaupaci, em Goiás, disse que no início do ano passado foi convidado para uma reunião em Brasília. No depoimento, Laerte Dourado afirma que o convite partiu de Luciano Musse, que àquela altura do ano não tinha cargo no ministério. Segundo a CGU, Musse foi nomeado para uma gerência no MEC em abril, por indicação de Arilton Moura, que teve a nomeação para o mesmo cargo barrada pela Casa Civil. O prefeito de Jaupaci afirmou que o pastor Arilton Moura se apresentou, na ocasião, como alguém que tinha acesso ao ministro da Educação e que poderia oferecer verbas para o município. Delegado: E o senhor conversou com o pastor Arilton onde? Laerte: Onde eu conversei? Lá no ministério. Eles 'veio' oferecer várias coisas ao município. Aí eu fui para pedir ajuda para ver como que ele fazia para terminar aquilo ali. Delegado: O pastor Arilton trabalhava no Ministério da Educação? Laerte: Bom, eu não sei. Ele falou que tinha um acesso bom com o ministro e que iria ajudar a conseguir esse recurso. Servidores e ex-servidores do MEC relataram à CGU que Arilton Moura e Gilmar Santos eram vistos com frequência no ministério. Albério Rodrigues de Lima, ex-assessor da pasta, afirmou que o pastor Arilton estava "vivendo" no MEC e que “a sua presença no gabinete do ministro Milton Ribeiro era tão frequente que chegava ao ponto de atrapalhar os assessores em despachar assuntos técnicos”. Os servidores relataram, inclusive, que em maio do ano passado uma pessoa ligou para o Ministério e pediu para falar com o assessor do MEC Arilton Moura. Eles narraram que levaram a Milton Ribeiro a preocupação de que os pastores poderiam estar utilizando o nome do ministro e falando em nome do MEC. O caso chegou à Assessoria Especial de Controle Interno do ministério, que sugeriu a adoção de medidas para evitar problemas para a pasta: suspender toda e qualquer interlocução com o pastor Arilton Moura e avaliar se existiam pessoas indicadas por ele para cargos no MEC. Caso fossem identificados, que se avaliasse a exoneração desses funcionários. A CGU afirma que, apesar da recomendação, Luciano Musse, indicado por Arilton, ficou no cargo até que as notícias sobre o "gabinete paralelo" ganhassem as manchetes. O advogado de Milton Ribeiro reafirmou que o ex-ministro não cometeu qualquer ato ilícito e que o andamento e avaliação de benefícios pelo MEC obedecem a procedimentos formais, que impedem o favorecimento de pessoas ou de municípios. A defesa de Arilton Moura declarou que só vai se manifestar nos autos. O Palácio do Planalto, o Ministério da Educação e a defesa de Gilmar Santos não se manifestaram.

No momento da vacinação, é necessário apresentar comprovante de residência, documento de identificação pessoal e o cartão de vacinação. Aplicação da vacina contra a Covid-19, em Campina Grande Foto: Codecom/Saúde CG A vacinação contra a Covid-19 em Campina Grande destina-se a todos os públicos, nesta quarta-feira (29). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esquematizou pontos específicos, que funcionarão nos turnos manhã e tarde (veja locais e horários abaixo). O município aplica ainda a primeira dose em adolescentes acima de 12 anos de idade e adultos retardatários, além da imunização referente à segunda dose e aplicação da dose de reforço em pessoas acima de 18 anos, além da dose de reforço do imunizante Janssen. No caso dos imunossuprimidos, a dose de reforço está sendo aplicada para aqueles que receberam a segunda dose há pelo menos 28 dias, e a quarta dose para os que receberam a dose de reforço há pelo menos quatro meses. No momento da vacinação, é necessário apresentar comprovante de residência, documento de identificação pessoal e o cartão de vacinação. Para quem tiver agendado o recebimento da vacina, também devem levar o comprovante de agendamento. Vacinação contra a Covid-19 em Campina Grande nesta quarta-feira (29): Primeiras doses de 12 anos ou mais | Segundas doses de Pfizer, AstraZeneca e Coronavac Doses de reforço para maiores de 12 anos que tomaram a D2 há 4 meses (exceto para quem recebeu Janssen) Dose de reforço da Janssen (dois meses após a primeira) ou terceira dose para as pessoas que tomaram a dose de reforço de Janssen há no mínimo 4 meses e tem 18 anos ou mais de idade ou vai tomar a quarta dose para pessoas com 40 anos ou mais de idade Quarta dose de pessoas acima de 40 anos e para todos os trabalhadores de saúde (apresentar comprovante de trabalho) que tomaram a dose de reforço há no mínimo 4 meses Primeira dose para crianças de 5 a 11 anos e segunda dose de Coronavac para crianças que tomaram a primeira há 4 semanas e segunda dose de Pfizer para crianças que tomaram a primeira há 8 semanas Manhã - 8h às 12h Terminal de Integração - Centro Complexo Plínio Lemos - José Pinheiro Policlínica do Catolé - Catolé UBS Antônio Virgílio Brasileiro - Aluízio Campos Centro de Saúde da Liberdade Centro de Saúde de São José da Mata Centro de Saúde da Palmeira UBS Crisóstomo Lucena - Aluízio Campos UBS Malvinas IV - dentro da Policlínica das Malvinas Policlínica das Malvinas - Malvinas UBS Ana Amélia Vilar - Rocha Cavalcante UBS Adriana Bezerra - Santa Rosa UBS Maria de Lourdes Leôncio - Novo Cruzeiro Tarde - 13h às 16h Terminal de Integração - Centro Complexo Plínio Lemos - José Pinheiro Policlínica do Catolé - Catolé Centro de Saúde Francisco Pinto Centro de Saúde de São José da Mata Policlínica das Malvinas D1, D2 e dose de reforço de gestantes, puérperas e lactantes Manhã - 8h30 às 11h30 Isea Dose de reforço de pessoas com 12 anos ou mais de idade que sejam imunossuprimidas e que tomaram a segunda dose há 8 semanas Quarta dose dos imunossuprimidos que tomaram a dose de reforço há 4 meses Quinta dose para pessoas imunossuprimidas com 50 anos ou mais de idade e que tomaram a quarta dose há, no mínimo, 4 meses Manhã - 8h30 às 11h30 Centro de Saúde Francisco Pinto - Centro Policlínica do Catolé - Catolé Terminal de Integração - Centro Tarde - 13h30 às 16h30 Centro de Saúde Francisco Pinto Policlínica do Catolé - Catolé Terminal de Integração - Centro Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Evento beneficente que reúne cantores, personalidades da mídia e artistas da cultura popular maranhense acontece nesta terça-feira (28), em São Luís. O g1 transmite todos os detalhes ao vivo. Acompanhe a transmissão ao vivo e a cobertura em tempo real do São João da Thay Evento beneficente que reúne cantores, personalidades da mídia e artistas da cultura popular maranhense acontece nesta terça-feira (28), em São Luís. O g1 transmite todos os detalhes ao vivo. Evento reúne artistas da cultura popular maranhense, apresentações de grupos tradicionais do São João e celebridades nacionais.. Esta é a 4ª edição do evento que acontece em São Luís. Toda a renda obtida será destinada para projetos apoiados pelo UNICEF no Maranhão. . Glória Groove, Juliette, Alcione, Zé Felipe, GKay, Thelminha, Pequena Lô, Bota Pó são algumas das atrações musicais e convidados.. O g1 Maranhão reuniu uma lista com alguns dos convidados do ‘São João da Thay’, confira.

Após romper com ex-empresário Allan Jesus, influenciador anunciou que ex-jogador de futsal vai cuidar de sua carreira. Luva de Pedreiro agradece a Falcão Redes sociais Após anunciar a parceria com o ex-jogador de futsal Falcão, que vai agenciar sua carreira, o influenciador Luva de Pedreiro voltou às redes sociais na noite desta terça-feira (28) para celebrar o negócio. Ele disse que viveu, nesta terça, o melhor dia de sua vida e agradeceu a Falcão pelo ajuda "no momento em que mais precisava". "O melhor dia da minha vida. Obrigado por me ajudar e ajudar minha família no momento em que nós mais precisamos! Aqui eu conheci muito mais do que minha nova equipe, conheci uma família, pessoas de bom coração que fizerem de tudo para eu me sentir bem nesses últimos dias. Agora vamos juntos meu eterno ídolo @falcao12oficial, fazer o que mais gosto pelo mundo inteiro", escreveu. O influenciador ainda destacou que os amigos, Goleiro do Luva e Cruzador do Luva, estiveram ao lado dele no momento do anúncio da parceria. "Não posso esquecer da minha tropa @goleirodoluva e @cruzadordoluva que vocês e eu fizemos questão de trazer para perto de mim. O cara da Luva de Pedreiro está de volta e dessa vez ninguém vai me parar", escreveu Luva. Luva de Pedreiro manda indireta para ex-empresário após anuncio de parceria com Falcão Luva de Pedreiro: entenda a polêmica envolvendo influenciador e empresário ‘A verdade, como sempre, prevalecerá’, disse empresário em publicação Mais cedo, o influenciador publicou vídeos nas redes sociais, onde festejava o novo momento da carreira com indiretas para o ex-empresário. "Graças a Deus, pai. Agora eu solto stories à vontade. Graças a Deus agora eu tenho a liberdade de soltar stories à vontade, com as músicas que gosto", disse o baiano. Ex-jogador de futsal Falcão e Luva de Pedreiro anunciam parceria Reprodução/Redes Sociais O anúncio da parceria foi feito na tarde desta terça-feira (28). "RECEBA o que for seu! Obrigado por ter me procurado e me escolhido em te ajudar! O mundo abraçou você e sua #Tropa @goleirodoluva @cruzadordoluva e eu também!", disse Falcão nas redes sociais. No domingo (26), o influenciador, conhecido pelos bordões "Receba" e "Graças a Deus, pai", apareceu no Instagram após cinco dias. Em vídeos gravados nos stories, o influenciador acusou o ex-empresário Allan de Jesus de rackear a conta do WhatsApp dele e bloquear o acesso do baiano ao TikTok. Luva de Pedreiro afirma a que perdeu acesso à sua conta oficial no TikTok Horas depois, Allan Jesus se manifestou sobre as acusações e disse que foi ameaçado de morte. Ex-agente de Luva de Pedreiro se manifesta sobre acessos de redes sociais do influenciado Nova parceria Ex-jogador de futsal Falcão e Luva de Pedreiro anunciam parceria Reprodução/Redes Sociais No anúncio da parceria entre Luva de Pedreiro e a BET.12, empresa comandada por Falcão, o ex-jogador disse que todas as decisões sobre contratos serão do baiano e da família dele. "Pois o que é pouco pra um, pode ser muito para outro", justificou. "Não somos seus donos, não temos cadeira cativa pra nada, qualquer agência que tiver coisas boas para o Iran 'Luva de Pedreiro', será bem vinda! Seja bem vindo, da forma e do jeito que VOCÊ DECIDIR! #Gracasadeuspai", afirmou Falcão. Briga Luva de Pedreiro e o empresário Allan Jesus Reprodução: Instagram O futuro de Luva de Pedreiro, o influenciador de futebol mais seguido do Instagram, foi alvo de especulações dos fãs desde o início da semana passada nas redes sociais. Luva de Pedreiro: Iran Ferreira faz live irritado com cobranças e anuncia pausa nos vídeos A polêmica começou após o jovem baiano anunciar uma pausa na gravação de vídeos, e fez com que o empresário responsável por sua carreira, Allan de Jesus, viesse a público na última quinta (23) para explicar contratos de publicidade que ainda não foram pagos ao influenciador. O anúncio de pausa na carreira foi feito por Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, no dia 19 de junho. Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o jovem baiano se mostrou irritado com as cobranças que vinha sofrendo, o que preocupou os fãs. Após a postagem, começaram rumores de que o influenciador teria rompido contrato com o empresário Allan de Jesus, responsável por gerenciar sua carreira. Allan de Jesus se manifestou sobre o caso pela primeira vez na última quarta-feira (22). Ele disse que seu contrato com Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, vale até 2026. Allan informou ainda que a empresa dele, a ASJ Consultoria, não tinha recebido qualquer comunicado sobre uma tentativa de rescisão. Influenciador tem pelo menos R$ 2 milhões para receber Na última quinta-feira (23) o empresário veio a público novamente para explicar contratos de publicidade que ainda não foram pagos a Luva de Pedreiro. Allan de Jesus disse que o influenciador tem R$ 2 milhões a receber. Ele afirmou que o pagamento será feito a partir de julho de 2022. Agente de Luva de Pedreiro diz que influenciador baiano tem R$ 2 milhões a receber Quem é Luva de Pedreiro? Iran Ferreira tem 20 anos e atualmente é o influenciador de futebol mais seguido no Instagram, com mais de 15 milhões de seguidores. No TikTok, mobiliza mais de 17 milhões de inscritos. O nome Luva de Pedreiro faz referência às luvas utilizadas pelo jovem para jogar futebol. Ele se tornou uma sensação viral com o bordão 'receba', em vídeos de seus feitos em um campo de várzea da cidade de Quijingue, a 322 quilômetros de Salvador. Menos de 24 horas depois de anunciar a pausa na publicação dos vídeos, o influenciador fez uma nova postagem, mas não comentou a decisão de voltar às redes. O vídeo publicado por Luva de Pedreiro na segunda-feira (20) mostrava mais um de seus lances de futebol, acompanhado pela legenda: 'Graças a Deus, pai'. Menos de 24h após anunciar pausa na publicação de vídeos, Luva de Pedreiro faz postagem Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia Ouça o Podcast 'Eu te Explico'
Anuário Brasileiro de Segurança Pública mostra que as mortes violentas diminuíram no país, mas aumentaram na Região Norte. Mortes violentas caem no Brasil, mas crescem na região Amazônica Um raio-x da violência no Brasil concluiu que as mortes violentas diminuíram no país, mas aumentaram na Região Norte. Das 30 cidades mais violentas no Brasil, 13 estão na Região Amazônica. São municípios de populações pequenas em áreas rurais de cinco estados: Rondônia, Pará, Maranhão, Mato Grosso e Amazonas. Só em Rondônia, foram 11 assassinatos no ano passado por causa de conflitos no campo, segundo a Comissão Pastoral da Terra. Manaus tem aumento de quase 49% no número de mortes violentas, segundo Anuário Macapá tem maior taxa de mortes violentas, e São Paulo, a menor; veja ranking das capitais, segundo Anuário A diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública diz que há várias explicações para essa violência. “Hoje a gente tem uma sobreposição de diferentes conflitos e ilícitos, que passa por conflitos ambientais, conflitos fundiários e também, hoje, uma forte disputa por narcotráfico”, explica Samira Bueno. O Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2021, divulgado nesta terça (28), mostra que no Brasil, o número de mortes violentas caiu 6%. Foram 47.500, em 2020 tinham sido 50.400. “O Brasil tem menos de 3% da população mundial e mais 20% dos assassinatos de todo o planeta. Então, ainda que a gente tenha conseguido uma redução da casa dos 6% das mortes violentas intencionais, o quadro segue muito grave e são quase 50 mil pessoas assassinadas todo ano”, afirma Samira Bueno. De 2020 para 2021, o número de registro de armas passou de 286.901 para 515.253, um aumento de 80%. Pela primeira vez, o anuário traz dados sobre o crime de perseguição, física ou digital, conhecido como stalking. Foram 27.700 casos em todo o país. Também chamou a atenção dos pesquisadores os registros de violência psicológica: mais de 8 mil. O número de feminicídios caiu 1,7%; foram 1.341 no passado e 1.354 em 2020. Mas os pedidos de socorro no 190 por violência doméstica aumentaram 4%. A advogada criminalista Maíra Pinheiro diz que o número poderia ser ainda maior se o atendimento fosse eficiente. "A gente vê um tratamento grosseiro, a gente vê as mulheres sendo culpadas pela violência que elas sofrem. É muito comum as mulheres serem cobradas pelo que elas não fizeram para evitar a violência. Então, ao invés de se questionar sobre o que o agressor deveria ter feito, o que ele não deveria ter feito, fica sempre na conta da mulher e a gente percebe isso nos atendimentos", lamenta ela.

Golpistas usam dados reais das vítimas para tentar convencê-las a fazer depósitos para liberação de valores do governo. Tribunal reforça que pagamento de precatórios não exige antecipações em dinheiro. Estelionatários se apresentam como advogados ou servidores da Justiça RPC Uma médica de Curitiba foi vítima de uma tentativa de estelionato que vem se tornando comum: o chamado "golpe dos precatórios". O crime é executado por golpistas que se passam por advogados ou servidores do Estado para tentar tirar dinheiro de quem tem valores a receber do governo. À RPC, Rejane Maria Ferlin detalhou o funcionamento da tentativa de golpe que sofreu recentemente. Segundo ela, tudo começou com uma mensagem via aplicativo de mensagens, avisando que a médica podia sacar o dinheiro de uma ação que ela moveu contra o governo. O valor disponível para o saque passava de R$ 81 mil, mas para ser liberado, a vítima precisava depositar R$ 2.999,12 para um suposto servidor da Justiça. VEJA TAMBÉM Homem tem veículo furtado, pede ajuda nas redes, e cai em golpe do Pix Estelionatários se apresentam como advogados de ações de precatórios para aplicar golpes Na mensagem que ela recebeu constava o nome de um escritório de advocacia, um advogado e, inclusive, o número do processo. Todos os dados eram reais. A médica ficou desconfiada porque, há 10 anos, tinha recebido o dinheiro desta mesma ação. “Daí eu tive a dúvida: ‘será que ficou alguma coisa pra receber?’ Mas como tem muito golpe, resolvi averiguar”. A médica ligou para o número indicado na proposta, mas ninguém atendeu. Segundos depois, ela recebeu uma mensagem de texto de uma pessoa interessada no negócio e com supostos detalhes do processo. A médica chegou a pedir os dados de quem receberia o depósito, mas a pessoa disse que não podia passar essa informação, orientando a médica a fazer uma transferência via Pix. Sabendo que era golpe, ela encerrou a negociação. “Essas pessoas são especialistas em golpes, podem te fazer a cabeça e te enganar”. Autoridades alertam sobre o golpe dos precatórios Uso de nomes de escritórios reais O advogado Rodrigo Kanayama, especializado em precatórios, disse que o nome do escritório dele, de Curitiba, foi usado em pelo menos 10 tentativas de golpe. Ele procurou a polícia e registrou Boletim de Ocorrência. Segundo o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), o pagamento de precatórios segue uma ordem definida por lei, e que não exige depósitos antecipados para liberar o dinheiro. A orientação é que, em caso de dúvida, as pessoas consultem a central de precatórios do tribunal, e o advogado responsável pelo caso. “É muito importante que as pessoas conversem com seus advogados, não aceitem essas comunicações por WhatsApp pedindo depósitos em dinheiro. O advogado eventualmente vai cobrar honorários pelo trabalho que ele fez, mas não existe um pagamento para retirar o dinheiro”, alertou Kanayama. Vídeos mais assistidos do g1 PR: Veja mais notícias do estado em g1 Paraná.

Representantes da EDP Bandeirantes, Procon, secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Sindicato Rural e Sincomércio de Mogi também participaram do encontro. Comissão Especial que vai acompanhar falhas de energia elétrica em Mogi tem 1ª reunião A primeira reunião da Comissão Especial de Vereadores sobre a questão das quedas frequentes de energia elétrica em Mogi das Cruzes foi realizada nesta terça-feira (28). Os parlamentares receberam representantes da EDP Bandeirantes, Procon, secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Sindicato Rural e Sincomércio de Mogi. “Estamos tendo também reclamações de muita queda de energia. Ontem mesmo tivemos uma queda de energia que durou mais de 15 minutos na área Central de Mogi. Acho que … Não, foi cinco minutos que a maioria dos comerciantes relataram e isso atrapalha um pouco o comércio. A gente sabe que há problemas. Mas vou pedir uma atenção um pouco especial, principalmente em áreas que tenham maior fluxo de comércio. Não só na área central, mas nos bairros também”, pediu Valterli Martinez, presidente do Sincomércio de Mogi das Cruzes e Região. Um dos pontos apresentados como a maior causa das falhas no fornecimento foi a questão da falta de poda de árvores. Segundo o município, não há impedimento para a EDP fazer o reparo na vegetação. “Eu acredito que na gestão anterior, houve um entendimento entre o secretário na época e a EDP restringindo o direito da EDP de fazer um serviço importante que é a manutenção da rede, eliminando o risco de contato das árvores com a fiação. E nesse período de pandemia, principalmente, não só por conta desse entendimento da gestão anterior sobre a restrição de podas, a gente teve também a redução no serviço geral por conta da pandemia. A gente foca mais na zona urbana que é onde a gente tem mais contribuintes morando e onde atinge mais a vida das pessoas. Na zona rural, quando a gente tem uma demanda muito grave, a gente consegue deslocar uma equipa para lá. Hoje nós temos uma equipe reduzida, temos uma empresa contratada que nos ajuda a fazer essa manutenção”, disse André Saraiva, secretário de Meio Ambiente. As reclamações foram baseadas num dado da Prefeitura de Mogi, apontando o registro de 1.100 ocorrências de falta de luz somente em abril, tanto na área urbana quanto na rural. "Acho que concordo com o secretário [de Meio Ambiente] que teve um certo acúmulo de tarefas a serem feitas aí na execução da limpeza. Por parte da Agricultura, nós viemos trabalhando junto com o Verde. Estamos prestes a soltar uma cartilha, até tentando dar uma simplificada e explanar com mais certeza para os proprietários rurais, não só os produtores. Onde, como e quando deve ser feita a poda", comentou o secretário de Agricultura, Felipe Almeida. Comissão Especial de Vereadores que vai acompanhar falhas de energia elétrica em Mogi aconteceu nesta terça. TV Diário/Reprodução O Procon de Mogi das Cruzes orientou a EDP quais procedimentos devem ser feitos, para a garantia do direito dos consumidores. “A gente está tendo muita negativa por parte da EDP, especialmente problemas em relação aos laudos, porque a empresa solicita laudo. Quando o consumidor quer pedir o ressarcimento, a empresa solicita dois laudos e isso obriga o consumidor que já está com um aparelho ou prejuízo na casa dele, ter que providenciar dois laudos. Por regra, esses dois laudos são cobrados e às vezes ele apresenta os laudos e se verifica que não houve alteração no sistema da EDP, alteração na rede”, explicou Fabiana Bava, diretora do Procon. A concessionária ouviu as reclamações e falou como o consumidor pode ser ressarcido de possíveis danos. “Nesses casos, o cliente pode procurar a EPD que a EDP tem a questão da garantia de fornecimento para esses casos. Então tem que fazer um cadastro na EDP que ele faz uso de medicamento, aparelho, alguma coisa assim importante, para não ficar sem energia. E o cliente pode efetuar o cadastro dele junto à EDP para a garantia de fornecimento. Nesses casos também, quando há falta de energia e o cliente registrou dele pela falta de energia, esse cliente tem o atendimento prioritário. Há uma sinalização lá sobre a garantia de fornecimento e esse cliente tem sim um atendimento mais rápido”, comentou Moacir Ferreira, representante da EDP para o poder público. A concessionária reconheceu as falhas e se dispôs a tentar diminuir os transtornos causados à população. “A concessionária sabe que existe problema, não só em Mogi, mas em todas as regiões. A gente sabe, é uma área de concessão imensa. Mas a concessionária está à disposição e está fazendo, a gente mostrou para você, tem um traalho muito forte que a gente faz aí, as manutenções. O Rui, qu está aqui, trouxe um material bem robusto na última reunião que a gente participou, mostrando para vocês todo o trabalho que a concessionária faz em relação à manutenção. As podas de árvore. A gente colocou todas as questões aí, contamos bem, eu acho que ficou bem claro as responsabilidades e hoje o que a gente está fazendo também”, explicou Renata Faeedda, analista da EDP. Agora a Comissão Especial de Vereadores tem seis meses para continuar investigando os motivos e cobrar soluções para as constantes quedas de energia ou interrupção no fornecimento pela cidade. "Nós vamos estar acompanhando a Secretaria de Meio Ambiente do município, a Secretaria da Agricultura, a Secretaria de Obras e Infraestrutura da prefeitura. Então, todos os órgãos da prefeitura estarão acompanhando”, disse o vereador Pedro Komura (PSDB), autor da CEV. O Procon também deve acompanhar o andamento da CEV. Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê

As vagas são para maiores de 18 anos; é necessário ter experiência. Shopping de Mogi oferece 8 oportunidades Cristina Requena/Divulgação As lojas dos shoppings de Mogi das Cruzes e de Suzano reúnem 11 oportunidades para quem está em busca de emprego nesta terça-feira (28). Os interessados nas vagas devem procurar os estabelecimentos de acordo com o descritivo ou o balcão de informações. Há vagas no shopping de Mogi das Cruzes para inicio imediato. Vagas de emprego no Shopping de Mogi De acordo com o shopping, o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) está à disposição dos candidatos para informações O Mogi Shopping fica na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 1.001, e funciona das 10h às 21h. Para mais informações o telefone para contato é 4798-8800. Leia também Alto Tietê oferece quase 1,5 mil oportunidades de emprego nesta segunda-feira; veja lista Suzano As oportunidades de emprego no Suzano Shopping exigem experiência em vendas. Para mais informações sobre essas vagas, o interessado deve acessar o site do shopping de Suzano. Vagas de emprego no Shopping de Suzano Assista mais notícias sobre o Alto Tietê
G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais da TV Liberal: Jornal Liberal 1ª e 2ª Edição. Assista aos telejornais da TV Liberal G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais da TV Liberal: Jornal Liberal 1ª e 2ª Edição.

Serviços ocorrem na região da Vila São Vicente, nesta quarta (29), e na região do Jardim Independência, na quinta (30). Sanasa Campinas irá interromper o fornecimento de água em 17 bairros nesta quarta (29) e quinta-feira (30). Reprodução/EPTV A realização de obras da Sanasa irá interromper o abastecimento de água em 17 bairros de Campinas (SP) entre esta quarta (29) e quinta (30), das 8h às 17h. Segundo a empresa, nesta quarta (29) será realizado serviço de limpeza e desinfecção do Reservatório Elevado São Vicente, e na quinta, a empresa de saneamento fará a interligação de redes na região do Jardim Independência. Confira abaixo os bairros afetados em cada região: Região Vila São Vicente (quarta, 29/6) Jardim Amazonas Jardim Antonio Von Zuben Vila Carminha Jardim Cerejeiras Vila Cura D’Ars Vila Formosa Jardim dos Oliveiras Jardim Pita Jardim São Gabriel Jardim São Vicente Jardim Santa Odila Jardim Santo Expedito Região Jardim Independência (quinta, 30/6) Vila Santa Isabel Jardim América Residencial Burato Jardim Independência Vila Agostinho Pattaro A recomendação da autarquia é para que os moradores façam a reserva antecipada ao período, para que não falte água. VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região Veja mais notícias da região no g1 Campinas

O réu foi condenado a 16 anos por homicídio qualificado por ter jogado gasolina e ateado fogo no corpo de Jean Alexandre dos Santos, de 17 anos. Jean Alexandre, de 17 anos, foi queimado por namorado após briga em MT Arquivo pessoal O Ministério Público Estadual de Mato Grosso entrou com recurso pedindo para aumentar a pena de 16 anos imposta ao réu José Augusto Ludwinski dos Santos, condenado por homicídio qualificado por ter jogado gasolina e ateado fogo no corpo do jovem Jean Alexandre dos Santos, 17 anos, com quem mantinha um relacionamento homoafetivo. O crime aconteceu em abril do ano passado, após uma discussão entre os dois na casa do condenado, na cidade de São Pedro da Cipa, a 149 km de Cuiabá. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram José Augusto e a vítima mantinham um relacionamento homoafetivo e, naquela noite, após o adolescente se recusar a manter relação sexual, o condenado o atacou com um galão de gasolina e ateou fogo em seu corpo. Jean teve queimaduras graves e ficou internado por 13 dias. No recurso, a promotora de Justiça Cynthia Quaglio Gregório Antunes questiona o fato de o réu ter sido beneficiado com o reconhecimento da confissão como atenuante. “Não se trata de confissão pura e simples, mas sim qualificada, uma vez que o acusado levantou tese de legítima defesa, sendo a informação de autoria revelada tão somente com o nítido propósito de esquivar-se da responsabilização penal, tendo em vista que é inerente à própria tese”, argumentou. A promotora de Justiça sustenta que a confissão qualificada, de acordo com a doutrina, ocorre quando o réu confessa o crime, mas alega uma excludente, que no caso concreto foi a legítima defesa. Nessa situação, segundo ela, não pode ser reconhecida como atenuante. “Os requisitos para a concessão da atenuante são a confissão espontânea e que seja perante a autoridade. No caso em apreço, em momento algum o réu confessou o delito, mas tão somente alegou legítima defesa, não lhe cabendo, portanto, o benefício da atenuante”, acrescentou. O crime O crime aconteceu no dia 6 de abril do ano passado. O julgamento de José Augusto Ludwinski dos Santos foi realizado no dia 25 de maio deste ano, quando foi condenado a 16 anos por homicídio qualificado (por motivo fútil e com emprego de fogo). Na data do crime, o adolescente foi socorrido, mas não resistiu às graves queimaduras de 2º e 3º grau em mais de 50% de seu corpo. Na manhã seguinte o réu foi preso em flagrante, mas conforme consta na denúncia do MPE, não demonstrou qualquer arrependimento e tinha um comportamento de absoluta indiferença ao sofrimento da vítima. Os familiares do adolescente que foram ouvidos como testemunha no plenário afirmaram que as pessoas da comunidade tinham conhecimento da orientação sexual da vítima e que todos o respeitavam, sendo que dias antes do homicídio o adolescente tinha contado feliz para sua tia que ele estava namorando José Augusto. No entanto, o réu estava incomodado com os comentários no bairro de que ele e José Augusto estariam em um relacionamento, o que também teria motivado o crime de ódio. A prisão preventiva do réu foi mantida e o MPMT recorreu da sentença visando o aumento da pena fixada.

Há oportunidades para mecânico, ajudante geral, analista de marketing, motorista e outras. Veja como se candidatar. Carteira de trabalho; emprego; agência do trabalhador José Fernando Ogura/AEN O Bom Dia Goiás divulga, nesta quarta-feira (29), mais de 30 vagas de emprego para Goiânia, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo e Hidrolândia. Há oportunidades para mecânico, ajudante geral, analista de marketing, motorista e outras (veja lista abaixo). Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Veja as vagas de emprego Goiânia S.I.M. Soluções Industriais e Motores Quantidade de vagas: 7 vagas Cargo: mecânico ou auxiliar industrial - 3 vagas torneiro mecânico - 3 vagas ajudante geral - 1 vaga Salário: não divulgado Cargo: não divulgado Salário: não divulgado Como se candidatar: Enviar currículo para [email protected] Grupo Belcar Cargos disponíveis: Mecânico de automóveis Aprendiz de mecânica Programador de serviços oficina Consultor técnico Prazo para se inscrever: não divulgado Remuneração: não divulgado Como se candidatar: Interessados enviar currículo para [email protected] Goiânia, Aparecida de Goiânia e Hidrolândia Global Empregos Quantidade de vagas: 5 vagas Cargos disponíveis: preparador de máquina de serigrafia - 1 vaga preparador de máquina de sopro - 1 vaga auxiliar de vendas - 1 vaga assistente financeiro - 1 vaga motorista - 4 vaga Remuneração: não divulgado Como se candidatar: Entrar em contato pelo (62) 99915-8084 Senador Canedo Jaepel Quantidade de vagas: 17 vagas Cargos disponíveis: Analista de marketing - 1 vaga Técnico projetista - 1 vaga Ajudante geral - 7 vagas Mecânico jr - 1 vaga Treinne de engenharia de produção - 4 vagas Estágio administração / direito - 1 vaga Operador de e.t.e - 1 vaga Eletricista - 1 vaga Prazo para se inscrever: não divulgado Remuneração: não divulgado Como se candidatar: enviar currículo para [email protected] LEIA TAMBÉM Prefeitura de Rio Verde lança edital para quase 400 vagas e salários de até R$ 7,5 mil VEJA LISTA: Governo de Goiás prevê abrir quase 9 mil vagas de concurso em 2022 Prefeitura de Goiânia abre mais de 60 vagas em cursos gratuitos para mulheres Veja outras notícias da região no g1 Goiás. VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

Enquanto 5 milhões de moradores sofrem com o racionamento, o governo se recusa a revisar a concessão de água das fábricas de refrigerante e cerveja da região da segunda maior cidade do país. A cidade de Monterrey, no México, tem cerca de 5 milhões de habitantes GETTY IMAGES Monterrey, a segunda maior cidade do México, está passando por uma seca sem precedentes na região. A cidade, onde vivem mais de 5,3 milhões de pessoas, sofre com a falta de água desde o início do ano, mas neste mês a seca atingiu seu pico e passou a ser classificada como "extrema". Com temperaturas superiores a 40°C, seus habitantes precisam sobreviver com um racionamento em que só há água potável nas torneiras por 6 horas por dia. Onda de calor assola França e causa incêndios na Espanha; veja FOTOS Espanha tem onda de calor 'excepcionalmente alta'; veja FOTOS As reservas que alimentam a cidade estão praticamente secas, como a barragem Cerro Prieto (2%) ou La Boca (9%). Há dias em que não há garrafas e galões de água potável nas lojas, mesmo nos bairros mais ricos. "Já vivemos uma crise climática extrema", diz o governador Samuel Garcia, que chegou a mandar dispersar iodeto de prata nas nuvens para tentar provocar chuva. Para o pesquisador José Antonio Ordoñez Díaz, Monterrey chegou ao "dia zero", ou seja, o momento que se vislumbrava há anos, em que a população sofreria escassez de água devido à exploração descontrolada dos recursos e à falta de gestão. Em conversa com a BBC News Mundo, o serviço em espanhol da BBC, o acadêmico do Instituto Tecnológico de Estudos Superiores de Monterrey e da Faculdade de Ciências da Universidade Nacional Autônoma do México explica como se chegou a esse ponto e quais as possibilidades que a cidade tem para superar a crise. BBC News Mundo - Por que você diz que Monterrey atingiu seu "dia zero"? José Antonio Ordoñez Díaz - As pessoas em Monterrey atualmente não têm água para lavar roupas, para usar no banheiro, a maioria das casas está recebendo apenas alguns litros de água. É o que sobrou nas barragens. O dia zero chegou a Monterrey: é o momento em que você percebe que não tem mais água para fazer as coisas. É algo extraordinário, Monterrey é uma cidade que nunca ficou sem água. E agora tem um déficit hídrico de mais de 31 milhões de metros cúbicos. Eles dependem apenas da chuva. O dia zero também é o momento em que você deve mudar os paradigmas da forma como a água está sendo usada, que você percebe que deve tratá-la para reciclá-la e filtrá-la. Mas é algo que não está sendo feito. BBC - É um problema gerado pelo consumo de uma população que cresceu exponencialmente ou pelas muitas indústrias da cidade? Díaz - O Estado de Nuevo León (onde fica Monterrey) está entre os pontos mais quentes do país, com temperaturas de até 48°C ou quase 50°C. Por motivos de ventos e outras coisas. Mas também estamos explorando nosso país, alterando nosso território, dando concessões às indústrias do norte. E, em particular, as indústrias de Monterrey consomem muita, muita água. E a água que as indústrias usam vai pelo pelo ralo, porque eles não fazem o tratamento da água. A produção de refrigerante ou cerveja consome em um ano o que as pessoas consomem em 10 anos. Ter atividades agrícolas, pecuárias ou industriais em uma área com estresse hídrico requer uma boa gestão para que o que vemos agora em Monterrey não aconteça. BBC - O atual governo de Nuevo León diz que é um problema herdado de gestões anteriores. Díaz - O governo de Nuevo León é um governo de selfies, de tirar fotos aqui e ali, eles não entendem a situação de crise hídrica. Eles dizem que não podem retirar as concessões de água ou as empresas que estão produzindo em seu território, porque elas pagam impostos e geram empregos. Mas o Estado está ficando sem água. Então eles optam por fechar a torneira das pessoas, mas não das empresas. Há um conflito de interesses muito sério. É como se uma pessoa que administra os recursos de sua casa lhe dissesse que não vai lhe dar a água, é melhor usá-la para lavar o carro. Um governo não deve culpar o fato de ser um legado do passado, mas fornecer soluções. BBC - Revendo imagens históricas de satélite, há momentos em que as barragens parecem mais vazias do que estão hoje, por que não ocorreu uma crise semelhante? Díaz - Imagens de satélite mostram uma época em que não havia a população e o número de indústrias que há hoje. Ao aumentar esses números, você aumenta o consumo. Mas o problema é que também não há estações de tratamento. No governo de Felipe Calderón (2006-2012) foram outorgadas 7 mil concessões de mineração, de um dia para o outro. E com [Ernesto] Zedillo (1994-2000) e com [Vicente] Fox (2000-2006) as concessões das zonas de água mais importantes foram dadas às indústrias de refrigerantes e cervejarias. É muito claro que o interesse das indústrias afeta completamente o desenvolvimento da nação. E eles nunca levaram em conta o desmatamento. Neste momento não há mais áreas viáveis ​​para recarga de água e com isso está se perdendo muito mais. A represa de La Boca, que alimenta a cidade, está praticamente seca GETTY IMAGES BBC - Qual a explicação para a seca no norte do país? Díaz - Temos regiões naturais muito secas. Existem regiões do México com menos de 100 milímetros, ou seja, a quantidade máxima de água que cairá em um ano é de 100 litros por metro quadrado. Em 70% do país, a quantidade de água é inferior a 500 milímetros. É um país sazonalmente seco, onde a água não é abundante. Portanto, 70% de todo o território não é adequado para o estabelecimento de grandes cidades ou grandes plantações. Existe um equilíbrio muito frágil entre a água que chove e o lençol freático. E se você explorar exageradamente qualquer tipo de aquífero, você quebra o equilíbrio. Neste momento, os aquíferos subterrâneos estão sendo explorados de forma inconcebível e contaminados com fertilizantes, o que altera as condições naturais da água. Estamos praticamente atirando em nós mesmos, não em um pé, mas nas duas pernas. Além disso, o país tem uma barreira natural de montanhas e não há como as nuvens passarem e alimentarem essas regiões com água. E tem o fator do crescimento da população e de como a água é distribuída. Em minha pesquisa, mostro que em 1962 o Brasil tinha 73 milhões de metros cúbicos para cada habitante. Em 2014, esse número caiu para apenas cerca de 73 mil metros cúbicos. Isso significa que a água potável disponível diminuiu em média 70%. O México tinha 10 bilhões de metros cúbicos e caiu para 3 mil. E a água potável que é dividida entre os habitantes do planeta não considera a flora e a fauna, nenhuma outra espécie. Então você assume que toda a água é para os humanos e os ecossistemas naturais não são levados em consideração. Outro componente é o desmatamento. No período de 1985 a 2002, foram desmatados aproximadamente 1,5 milhão de hectares por ano de diferentes ecossistemas no México. Se sobrepusermos um mapa de desmatamento sobre o mapa de temperatura máxima e os mapas de clima e precipitação, a explicação aparece. O desmatamento explica porque essas regiões têm esse déficit hídrico e por que ele se acentuou. BBC - Existe uma solução de curto prazo para crises de seca extremas como a de Monterrey? Díaz - Monterrey poderia ser uma cidade próspera, a mais bonita do país, com as florestas e as cachoeiras de suas montanhas. Mas o mau planejamento e o abuso da natureza estragam a cidade. É necessária intervenção especializada. É assim que você entende o que está acontecendo e entende a necessidade de restaurar os sistemas naturais. E falta educação ambiental, porque as pessoas estão se adaptando a essa situação, mas não estão pensando no que vai acontecer no ano que vem. Somos tão egoístas em tudo isso que vemos o planeta como se fosse nosso, quando na verdade é um planeta compartilhado. Monterrey cresceu, transbordou, invadindo ecossistemas. A seca é o custo da deterioração ambiental. Hoje o que eles fazem é ficar esperando a chuva. Essa matéria foi originalmente publicada em BBC News Brasil.

Músico estava acompanhado pela mulher, Kourtney Kardashian, e tuitou 'Deus me salve', de acordo com o TMZ. Causa da hospitalização não foi divulgada. Travis Barker é baterista do Blink-182 Reprodução/Instagram/travisbarker Travis Barker, baterista do Blink-182, foi hospitalizado nesta terça-feira (28), nos Estados Unidos. De acordo com o site TMZ, ele foi com a mulher, Kourtney Kardashian, a um hospital em Los Angeles por causa de um problema de saúde não divulgado. A instituição, no entanto, achou que ele precisa de mais cuidados e ele foi transferido de ambulância para outro centro médico. Enquanto enfrentava o problema, Barker tuitou "Deus me salve". Initial plugin text

♪ Banda formada em Brasília (DF) em 1982, a partir da dissidência do grupo punk Aborto Elétrico, Capital Inicial celebra 40 anos de atividade em 2022. O primeiro movimento foi a gravação audiovisual de show apresentado em 30 de março, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com roteiro retrospectivo e produção musical de Dudu Marote. Nessa gravação ao vivo, Dinho Ouro Preto (voz), Fê Lemos (bateria), Flávio Lemos (baixo) e Yves Passarell (guitarra) receberam convidados como Ana Gabriela, Carlinhos Brown, Marina Sena, Pitty, Samuel Rosa e Vitor Kley. Com Samuel, a banda reciclou no show a canção Tudo que vai (Dado Villa-Lobos, Alvin L. e Toni Platão, 2000). Mas é com música inédita, Amor em vão, gravada com o vocalista da banda Skank, que o quarteto abre os trabalhos promocionais do projeto fonográfico Capital Inicial 4.0. O single Amor em vão desembarca nos aplicativos de música na sexta-feira, 1º de julho. Capa do single 'Amor em vão', de Capital Inicial com Samuel Rosa Divulgação

Segundo a Polícia Civil, homem de 37 anos possuía vasto histórico de crimes contra caminhoneiros na região. Policiais do 5° Distrito Policial de Santos identificaram o suspeito Deinter-6 Um homem de 37 anos, suspeito de praticar diversos roubos contra caminhoneiros na região portuária de Santos, no litoral de São Paulo, teve a prisão preventida decretada pela Polícia Civil. A informação foi confirmada pelo Departamento de Polícia Judiciária do Interior-6 (Deinter-6) nesta terça-feira (28). De acordo com o Deinter-6, o suspeito foi identificado por policiais do 5º Distrito Policial de Santos e preso em março deste ano. As vítimas de crimes que aconteceram na região descreveram o mesmo criminoso. Além disso, ele sempre agia da mesma forma. Segundo a polícia, o assaltante costumava utilizar pedras para quebrar os vidros dianteiros dos caminhões e, assim, ele roubava itens dos veículos e dos caminhoneiros. Os crimes aconteciam principalmente enquanto caminhoneiros aguardavam o descarregamento dos veículos nos terminais portuários no bairro Alemoa. Três acidentes são registrados na região portuária em Santos, SP De acordo com o Deinter-6, o criminoso teria cometido ao menos 10 assaltos seguindo o mesmo modus operandi. O homem de 37 anos já chegou a ser preso com um revólver calibre .22 e quatro facas. Após ser identificado pela polícia, o criminoso foi reconhecido por três vítimas de roubos. A autoridade policial da 4ª Vara Criminal de Santos requereu a prisão preventiva contra o suspeito devido às provas contra ele. O caso segue em investigação. VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Encontro dos comandos das corporações aconteceu nesta terça-feira (28), em Santos (SP). Reunião entre PM e Polícia Civil aconteceu nesta terça-feira (28), em Santos (SP) Reprodução/TV Tribuna Os comandos da Polícia Militar (PM) e da Polícia Civil da Baixada Santista se reuniram para discutir os índices de criminalidade na região. O encontro aconteceu na tarde desta terça-feira (28), em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme reportado pela TV Tribuna, emissora afiliada à Rede Globo, um levantamento feito pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP) aponta a comparação do número de boletins de ocorrência (BO) registrados sobre determinadas atividades criminosas entre maio de 2019 e o último mês. Segundo a pesquisa, houve uma queda nos números de roubos (gerais), de veículos e de cargas na região. Os casos de homicídios dolosos, quando há a intenção de matar, por sua vez, cresceram. Números na Baixada Santista Roubos (gerais): 1218 em maio de 2019 e 831 em maio de 2022. Queda de 31,8% Roubos de veículos: 155 em maio de 2019 e 68 em maio de 2022. Queda de 56,1% Roubos de carga: 36 em maio de 2019 e 15 em maio de 2022. Queda de 58,5% Homicídios dolosos: 10 em maio de 2019 e 14 em maio de 2022. Subida de 40% O que dizem os comandos da PM e Polícia Civil À emissora, o coronel da PM Gilson Hélio dos Jesus Santos analisou os resultados e a importância das quedas dos índices para a população. "Os números de roubos de veículos tiveram uma boa redução, assim como os roubos de carga e a banco, que nem chegaram a ser registrados. Foram números muito importantes, pois são crimes que atentam, principalmente, contra a vida das pessoas. São crimes violentos". O diretor da Polícia Civil da Baixada Santista, Gaetano Vergine, por sua vez, falou sobre as atitudes tomadas após a divulgação dos índices de criminalidade. "Percebemos os crimes que estão ocorrendo, e em cima dessa modalidade criminosa, vamos agir. Entre eles, crimes patrimoniais violentos, como o roubo e o latrocínio". VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Em Nova Olinda, homem de 28 anos tentou fugir quando a polícia chegou, mas foi capturado. Irmã mais nova do suspeito estava no local e também foi autuada. Drogas e dinheiro apreendidos com suspeitos Polícia Civil/ Divulgação Um casal de irmãos, de 28 e 20 anos, foi preso por suspeita de envolvimento no tráfico de drogas e crime de receptação em municípios da região norte do Estado. A prisão da dupla ocorreu em Nova Olinda, nesta terça-feira (28). O suspeito de 28 anos já era investigado por roubos e receptação. Segundo a Polícia Civil, ele estava em uma casa de Nova Olinda. No local havia porções de drogas, dinheiro, celulares e outros objetos, o que levou a polícia a prender o indivíduo também pelo crime de tráfico. No momento da prisão, ele se negou a dar o nome para os policiais e até tentou fugir, mas foi capturado pela equipe. A irmã dele, que estava no local, também foi presa e deve responder por receptação. Para a polícia, o indivíduo é apontado como principal suspeito de roubos que ocorreram em Araguaína, Nova Olinda e outros municípios da região. A dupla foi levada para a Central de Atendimento da Polícia Civil em Araguaína. Depois dos procedimentos na delegacia, o homem seguiu para a Unidade Penal de Araguaína e a irmã foi encaminhada para uma prisão feminina. Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

O show acontece no dia 9 de julho, no Studio 5. Os ingressos podem ser adquiridos pela internet ou em pontos físicos espalhados pela capital. Diogo Nogueira vai trazer o projeto ‘Samba de Verão’, uma trilogia audiovisual com três álbuns: “Sol”, “Céu” e “Lua”. Guto Costa/Divulgação Manaus vai receber, no dia 9 de julho, o projeto 'Samba de Verão', do cantor carioca Diogo Nogueira. O evento será no Studio 5, às 21h, com o pré-show do ‘Pagode dos Amigos’ com participação especial de Jouber do Ases do Pagode. Diogo Nogueira lançou no início do ano passado o projeto ‘Samba de Verão’, uma trilogia audiovisual com três álbuns: “Sol”, “Céu” e “Lua”, e após passar por diversas capitais brasileiras, o show chega a Manaus. Regras O acesso ao show é permitido para pessoas com idades a partir 16 anos, desde que estejam acompanhadas dos pais ou responsável legal. Ambos devem apresentar documentos com foto. Também é obrigatória a apresentação do ingresso em forma digital ou impressa, juntamente com o documento oficial com foto para a entrada no evento; Ingressos Na internet, os ingressos são vendidos pelo site BaladApp. Já em pontos físicos, os interessados podem comprar nas lojas da OBA Ingressos, que ficam localizadas nos shoppings Millenium e Manauara, situados na Zona Centro-Sul da capital. Confira os valores: Mesa 2º lote R$ 200 lugar Arquibancada R$ 110 Pista lounge R$ 100 Vídeos mais assistidos do Amazonas

Sem sinais de violência, a Polícia Civil aguarda o resultado do exame de necropsia para identificar a causa da morte. Morador em situação de rua tinha 37 anos. Ele morreu no calçadão onde dormia, no Centro de Petrópolis Vinícius Ferreira/g1 Um homem de 37 anos, em situação de rua, foi encontrado morto no calçadão de um shopping, em uma área comercial de grande movimento na Rua do Imperador, no Centro Histórico de Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ele, que dormia no local, estava sem se mexer, o que chamou a atenção das pessoas. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou a morte, e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), em Corrêas. A Polícia Civil aguarda o laudo de necropsia para saber a causa da morte, já que não havia sinais de violência no corpo. A Prefeitura de Petrópolis emitiu uma nota lamentando a morte e disse que o homem recebia atendimento por meio da secretaria de Assistência Social. "Ele era paciente do Caps-AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas), por ser usuário de drogas e ter transtornos mentais. Além disso, por estar em situação de rua, ele já vinha sendo atendido pelas unidades da Secretaria de Assistência Social, entre elas o Centro Pop, o NIS (Núcleo de Integração Social) e a Unat (Unidade de Acolhimento Temporário)", informa a nota do município. Ainda de acordo com a Prefeitura, na segunda-feira (27), ele foi atendido pelos equipamentos de saúde e de assistência social do município. "À tarde, na Unat, no Retiro, o enfermeiro de plantão percebeu que ele estava agitado, por isso aferiu sua pressão. Como estava com sua pressão alterada, o profissional acionou o Samu solicitando o atendimento". O Samu foi até o local, atendeu o morador ainda na unidade e o levou até a UPA Centro. "Na UPA, foi prontamente atendido pela equipe médica. Lá, foi constatado um quadro de intoxicação por uso de drogas. Ele chegou a ser medicado, mas removeu a sonda e se negou a permanecer na unidade". Ainda de acordo com o município, a assistência social da UPA Centro chegou a abordar o paciente e pediu para que ele aguardasse a chegada do transporte solicitado junto ao Centro POP, mas ele insistiu em deixar o local sem a devida assistência. Na manhã de hoje (28), o Samu voltou a ser acionado depois que as pessoas que circulavam pelo calçadão onde ele dormia desconfiaram da falta da movimentação. A morte foi constada pela equipe médica e uma equipe do 26º Batalhão da Polícia Militar permaneceu a tarde toda guardando a área até a chegada da equipe de remoção do Corpo de Bombeiros. O caso está em investigação na 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro. Operação Inverno A Secretaria de Assistência Social informou ainda que deu início, em maio, à Operação Inverno. Diariamente, uma equipe da secretaria percorre a cidade, buscando convencer as pessoas em situação de rua a dormir no Centro Pop. "Elas não são obrigadas a ir para lá. A abordagem é um trabalho de conversa, esclarecimentos e convencimento. Muitas das pessoas abordadas não são de Petrópolis, outras possuem problemas mentais ou com álcool e drogas", destaca a nota do município. As pessoas que aceitam o convite para o acolhimento no Centro Pop passam pelo atendimento técnico e têm cama, cobertores, alimentação e banho. Em maio, foram realizados, ao todo, 336 pernoites. Atualmente, a Secretaria conta com 44 vagas por noite (podendo aumentar esse número, caso haja demanda para isso).

A vítima, Christiane Ferreira Senger estava desaparecida há quatro dias. Corpo de jovem de 22 anos que estava desaparecida é encontrado em cova no fundo de casa em MT PJC/MT O corpo de uma jovem de 22 anos, que estava desaparecida há quatro dias, foi encontrado nesta terça-feira (28) em uma cova no fundo de uma casa no Bairro São Miguel, em Campo Verde, a 139 km de Cuiabá. O suspeito do crime foi preso em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. A Delegacia Campo Verde recebeu na segunda-feira (27) o registro de desaparecimento da vítima, Christiane Ferreira Senger. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram O corpo foi encontrado enterrado a 1,5 metro de profundidade, em um buraco cavado no fundo da residência do suspeito. Segundo as informações coletadas, a vítima saiu de sua residência na noite de sexta-feira (24) e não levou documentos e nem a motocicleta. Corpo de jovem de 22 anos que estava desaparecida é encontrado em cova no fundo de casa em MT PJC/MT A equipe de investigação iniciou a apuração e chegou à última pessoa a manter contato com a vítima. O suspeito confessou o crime, foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e informou onde estaria enterrado o corpo de Christiane, após autorizar a entrada da equipe policial na residência. Com auxílio de maquinário foi feita a escavação no local e retirado o corpo do buraco, a um metro e meio de profundidade. A Perícia Técnica Oficial foi acionada para os trabalho no local e remoção do corpo. A Polícia Civil apurou que o suspeito trocou mensagens com Christiane, onde ambos combinaram de se encontrar e, anterior ao crime, os dois tiveram uma discussão. O delegado Philipe Pinho coordena a investigação e vai ouvir em depoimento o suspeito do crime para esclarecer outras informações que possam levar à motivação e a dinâmica do feminicídio.

Márcio Victor promoveu o 'Arrastão do Psi' no bairro em que nasceu, na noite desta terça-feira (28). Arrastão do Psirico celebra Samba Junino no Engenho Velho de Brotas, em Salvador A banda Psirico arrastou uma multidão na noite desta terça-feira (28), no "Arrastão do Psi", no bairro do Engenho Velho de Brotas, em Salvador. O grupo celebrou o Samba Junino, tradicional movimento que acontece no bairro e que o vocalista Márcio Victor participa desde a infância. “É minha essência, minha raiz, é o meu povo”, disse o vocalista emocionado. Arrastão do Psirico celebra Samba Junino no Engenho Velho de Brotas, em Salvador Divulgação/Psirico O movimento Samba Junino é considerado patrimônio cultural de Salvador pela Fundação Gregório de Matos (FGM) desde 2018 e Márcio Victor comemora o aumento da visibilidade nos últimos anos. Este ano foi consolidada uma premiação de Rei do Samba Junino à Ninha, ex-cantor da Timbalada, e tio do artista. Também será gravado um CD especial que ficará disponibilizado em todas as plataformas digitais. Arrastão do Psirico celebra Samba Junino no Engenho Velho de Brotas, em Salvador Divulgação/Psirico Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙

As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até 8 de julho. O curso é 100% online e gratuito e possui duração de seis meses. Hapvida disponibiliza curso de tecnologia gratuito para a pessoas com deficiência na Grande Fortaleza. Ana Kézia Gomes/g1 O Sistema Hapvida, em parceria com a empresa Oracle, está ofertando 40 vagas para treinamento em lógica de programação, front-end, java e empreendedorismo para pessoas com deficiência em Fortaleza e Região Metropolitana. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até 8 de julho. O curso é 100% online e gratuito e possui duração de seis meses. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram As aulas serão semanais, com tira-dúvidas ao vivo, e os alunos precisarão ter uma dedicação de no mínimo três horas por semana. O grupo Hapvida afirma que vai contratar uma parte dos qualificados. "Após a seleção, vamos interagir com os alunos e participar das etapas do treinamento. Ao término, avaliaremos os candidatos com base nas vagas disponíveis para possibilitar a inclusão nas nossas unidades. Inclusive, flexibilizando questões relativas as exigências do cargo que irão ocupar, contribuindo na formação prática, após a contratação", destacou Marcelo Galante, diretor de gente e gestão do Hapvida. Mais informações e inscrições podem ser encontradas no link. LEIA TAMBÉM: Ceará tem 335 vagas de estágio e 233 de aprendizagem; veja como concorrer Sine municipal oferta 782 vagas de trabalho em Fortaleza Requisitos necessários: Ter mais de 18 anos; Fazer parte do grupo de pessoas com deficiências; Ter acesso à internet e a um computador pessoal; Ter disponibilidade de tempo para estudar; Não estar trabalhando com tecnologia e/ou desenvolvimento de sistemas; Se identificar com a área de tecnologia. Assista às notícias do Ceará no g1 em 1 Minuto:

Caso foi registrado na manhã desta terça-feira (28). Alguns objetos foram recuperados. Objetos que foram recuperados e apreendidos durante a abordagem PM de Prainha Três pessoas foram presas em Prainha, oeste do Pará, nesta terça-feira (28). Um homem foi preso por furto, e um casal, por receptação e tráfico de drogas. Durante a ação da Polícia, os objetos que haviam sido furtados, foram recuperados. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Após uma vítima realizar o chamado à PM dando conta de que diversos pertences haviam sido furtados da sua casa, as buscas iniciaram. Após o levantamento de informações, o primeiro suspeito foi localizado e confessou o furto. Ele levou a polícia até o local onde estariam os produtos, no bairro São Sebastião, e lá um casal foi flagrado com drogas e objetos furtados de casas do município. Foram recuperadas duas televisões, duas botijas de gás e R$ 661; também foram apreendidos uma espingarda calibre 20 e 10 papelotes de droga. Os suspeitos foram apresentados na UIPP de Prainha para a realização dos procedimentos cabíveis. VÍDEOS: mais vistos do g1 Santarém e região

Otávio Jordany Melo Resende, de 23 anos, tratava um câncer na unidade; outras duas pessoas morreram no local. Corpo de Bombeiros disse que o fogo começou no 10º andar, onde funciona a UTI do hospital, e teria sido provocado por vazamento de oxigênio. Otávio Jordany tinha 23 anos e é uma das vítimas do incêndio da Santa Casa Redes sociais/Reprodução Uma das três vítimas do incêndio na Santa Casa de Belo Horizonte, ocorrido no fim da noite de segunda-feira (27), é Otávio Jordany Melo Resende, morador de Pimenta, de 23 anos, nascido no município de Piumhi. Ele tratava um câncer no sistema linfático na unidade, de acordo com o vice-prefeito de Pimenta Fabrício Clemente de Oliveira (PDT), que é conhecido da família. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo atingiu o 10º andar da unidade de saúde, onde fica a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A instituição afirmou que as vítimas não sofreram queimaduras. "Não houve nenhum tipo de óbito em decorrência direta do incêndio. Nenhuma pessoa que, por uma questão de queimadura, por inalação de fumaça ou por outro produto da combustão, ela tenha se transformado em óbito", afirmou o tenente Pedro Aihara , porta-voz do Corpo de Bombeiros. Corredor da Santa Casa em BH foi tomado pela fumaça O g1 procurou a Santa Casa de Belo Horizonte sobre a vítima, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem. Vítima de Pimenta Otávio era morador de Pimenta, mas nasceu em Piumhi, e segundo informações do vice-prefeito Fabrício Clemente, que tem contato próximo com a família, ele estava internado na unidade há 47 dias, sendo que nos últimos 21 dias estava no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). O estado de saúde do jovem era grave. Ele tratava um linfoma de hodgkin - um tipo de câncer no sistema linfático. "Ele estava no quarto 63, quando pegou fogo no quarto 61 do Centro de Tratamento Intensivo (CTI), nas mangueiras de oxigênio. Por conta disso faltou oxigênio no quarto dele e ele veio a óbito. Segundo a família o quadro clínico dele era instável", disse Fabrício ao g1. Tratamento Ainda segundo informações repassadas ao g1 Minas pela namorada de Otávio, Júlia Moura, ele se recuperava de uma infecção bacteriana no pulmão que adquiriu depois de passar por um transplante autólogo, em que as próprias células-tronco do paciente são removidas e depois reinseridas. "Ele estava estável dentro do quadro grave dele. Ele não podia ser transportado por causa do oxigênio, da ventilação mecânica. Mas aí, teve isso. O fogo não chegou no quarto, mas a fumaça chegou. E ele teve que sair de lá", contou Júlia Moura, namorada de Otávio. Otávio não resistiu ao ser retirado do CTI. Outras duas pessoas também morreram, segundo a Polícia Civil. Já a Santa Casa confirmava duas mortes até a conclusão da reportagem. Além de Otávio, foi identificado o corpo de Cezar Freitas de Jesus, de 51 anos. Angústia Júlia disse também que o corpo de Otávio demorou para ser encontrado. "Ele saiu sem a identificação. Levaram o corpo para o necrotério, depois voltaram para a enfermaria. Foi muita angústia durante a madrugada. Só o encontramos depois das 4 da manhã", disse a namorada. O g1 Minas também procurou a Santa Casa sobre o caso e aguardava posicionamento até a última atualização da reportagem. O corpo do jovem será sepultado às 10h em Pimenta, no Cemitério Municipal. Bombeiros combatem incêndio na Santa Casa de Belo Horizonte; Hospital é evacuado Corredor com fumaça, vidros quebrados: veja vídeos da Santa Casa de BH durante incêndio Incêndio foi registrado na Santa Casa de Belo Horizonte nesta segunda-feira (27) Reprodução Incêndio De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo se alastrou depois que uma saída de oxigênio apresentou problemas em um dos quartos do décimo andar. "Esse incêndio se iniciou no 10º andar, onde funciona a UTI desse hospital e teria sido provocado, a princípio, devido a um vazamento de O2 (oxigênio) combinado com a pane, um colapso de um determinado equipamento", explicou Aihara. Foram mais de 950 pessoas evacuadas e 15 transferidas para outros hospitais. O hospital informou que tinham 931 pacientes e que todos foram retirados, receberam atendimento médico e depois autorizados a retornar para a Santa Casa (veja a nota na íntegra no fim da reportagem). Pessoas ficaram no meio de avenida na Região Leste de Belo Horizonte. Rodrigo Barraza/TV Globo Após vistoria, a corporação afirmou que não houve dano estrutural no prédio. Por meio de nota, a Defesa Civil de Belo Horizonte também informou que não foram registrados danos estruturais no prédio da Santa Casa. Ainda conforme o órgão, foram verificados danos no revestimento, mobílias e parte elétrica. Área preventiva foi isolada. Enquanto os militares debelavam o incêndio, pacientes, acompanhantes e funcionários tiveram que ficar nas ruas do entorno da Santa Casa. Equipes do Corpo de Bombeiros estão na Santa Casa Henrique Campos / TV Globo Só no início da madrugada desta terça-feira (28) foi possível o retorno para as dependências do hospital. Imediatamente, as equipes do Corpo de Bombeiros realizaram o combate ao incêndio e evacuaram todo o hospital, especialmente aquelas pessoas que poderiam ser evacuadas naquele momento. O incêndio já foi debelado, não existe risco e não existe o registro de vítimas", detalhou o tenente Pedro Aihara. O que diz a Santa Casa Leia a íntegra da nota: "Acerca do incêndio ocorrido na ala C do 10º andar da Santa Casa BH, a instituição informa que os pacientes foram remanejados e submetidos a uma avaliação pelo corpo assistencial. A área onde ocorreu o incêndio encontra-se interditada pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil e as demais áreas voltaram ao seu funcionamento regular. No momento do início do incêndio, haviam 931 pacientes internados. Os que se encontravam no 10º e 9º andares foram removidos, mas já estão retornando e recebendo a devida assistência. Foram registrados dois óbitos de pacientes que apresentavam quadro clínico grave. Os corpos estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML). A Santa Casa BH agradece o trabalho realizado pela Polícia Militar de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Ressalta, ainda, o trabalho e a disposição dos funcionários e brigadistas da instituição". Vídeos: veja tudo sobre o Centro-Oeste de Minas

Seis pessoas, entre elas mãe e filha que seriam aliciadoras, foram presas durante operação da Polícia Civil. Vítimas recebiam R$ 20 por programa, aponta investigação. Seis são presos por suspeita de explorar crianças sexualmente em Barretos, SP Vítimas de exploração sexual por parte de uma quadrilha em Barretos (SP), meninas com idades de 11 a 16 anos eram submetidas a leilões de virgindade nas festas realizadas em uma chácara. Segundo a conselheira tutelar Rosângela Carvalho, uma das aliciadoras tentava convencer as crianças e as adolescentes de que elas já eram adultas, inclusive incentivava-as a compartilhar fotos sensuais nas redes sociais. Até agora, seis vítimas foram identificadas. “Existe uma fala das meninas que eles [suspeitos] faziam um leilão da virgindade de algumas crianças, até mesmo de uma menina de 10 anos que está sendo investigado. Elas falam que lá atrás, a moça de 20 anos que estava aliciando foi leiloada pela mãe, então hoje ela acha isso muito natural. Ela falava com as crianças que elas tinham que se ver como adultas, viver como adultas, fazer fotos sensuais como adultas para postar em Facebook.” Ao todo, seis pessoas foram presas temporariamente pela Polícia Civil de Barretos na sexta-feira (24) e no sábado (25). De acordo com a investigação, Adriana Kátia Gomes, de 45 anos, e a filha dela, Gabriela Gomes, de 20, eram as responsáveis por aliciar as crianças. Os outros presos são o empresário Saul Augusto Toledo Távora, de 61 anos, dono da chácara onde aconteciam as festas, e Valmir José de Oliveira, Paulo Sérgio Anastácio e Devair de Oliveira, suspeitos de participar dos programas sexuais. Chácara onde meninas eram exploradas sexualmente, segundo a Polícia Civil de Barretos, SP Sérgio Oliveira/EPTV Programas por R$ 20 Ainda de acordo com a conselheira, as meninas recebiam R$ 20 por programa e usavam o dinheiro para comprar objetos pelos quais as famílias não podiam pagar, como acessórios femininos. “Nós percebemos, a princípio, que elas não sabiam que estavam sendo exploradas. Como elas queriam comprar, vamos supor, uma bolsa que custava R$ 40, no programa ela ganhava R$ 20. Então ela fez dois programas para ganhar essa bolsinha, apenas R$ 40. Elas não tinham noção do pouco valor que era passado para elas e que a maioria ficava com quem estava explorando”, afirma Rosângela. A delegada Denise Vichiato Polizelli Paro, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e chefe da investigação em Barretos, afirma que mãe e filha aliciadoras cobravam R$ 100 por menina levada para as festas na chácara e ficavam com R$ 80. As abordagens eram feitas pelas redes sociais. A delegada da DDM de Barretos, Denise Vichiato Polizelli Paro Sérgio Oliveira/EPTV A investigação obteve prints de conversas de uma das meninas com um homem mais velho. Na mensagem ele diz: “Te dou 50 ce arruma aquela menina lá, mas ela tem que ir". Segundo a delegada, ao chegarem à chácara, as meninas recebiam um medicamento ainda não identificado e álcool antes dos programas. “Elas chegavam ao local, eram levadas para tomar banho, recebiam uma medicação seguida de alimentação, bebida e maconha. Depois se iniciavam os atos sexuais aos quais elas não poderiam pedir para parar. Era só quando eles quisessem parar”, afirma Denise. Print de conversa entre vítima e suspeito obtida pela investigação da DDM de Barretos, SP Divulgação Mais suspeitos envolvidos A conselheira tutelar desconfia que parte das famílias das vítimas sabia dos programas, mas não denunciou por medo ou vergonha. Duas irmãs, de 11 e 13 anos, foram acolhidas em um abrigo depois que a mãe as levou à delegacia para prestar depoimento e foi embora. De acordo com a delegada, a investigação segue para tentar identificar outras vítimas e pessoas envolvidas no esquema de exploração sexual. Conselheiras tutelares acompanham meninas vítimas de exploração sexual em Barretos, SP Sérgio Oliveira/EPTV Defesas O advogado das suspeitas de aliciamento e do empresário dono da chácara nega as acusações e diz que ainda não teve acesso à íntegra da investigação. Chafei Amsei Neto tenta libertar os clientes e diz que eles vão colaborar com a apuração do caso. “Neste momento, a defesa dá prioridade à liberdade deles, ainda que com medidas cautelares para que eles aqui fora não atrapalhem a investigação e os fatos sejam devidamente apurados. Ele [Saul Augusto] não conhecia, aparentemente não tem nenhuma ligação dele com as adolescentes. Adriana e Gabriela negam participação em qualquer esquema de aliciamento. Não tivemos acesso a todas as informações do caderno investigatório.” A defesa de Waldemir José de Oliveira e Devair de Oliveira disse que os dois negam envolvimento com as menores. A EPTV, afiliada da TV Globo, tentou contato com a defesa de Paulo Sérgio Anastácio, mas foi informada que o advogado estava em uma audiência. Veja mais notícias da região em g1 Ribeirão Preto e Franca VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Em turnê pela Europa, cantora carioca diz que ritmo brasileiro da favela tem diferencial: 'É o que faz o povo agitar e gostar do meu som'. Veja entrevista completa da poderosa ao repórter Álvaro Pereira Júnior. Anitta: veja a íntegra da entrevista da cantora no Rock in Rio Lisboa Aos 29 anos, a cantora Anitta tem uma trajetória na música que impressiona. Já cantou em grandes eventos, virou estátua em museu de cera de NY, tem milhares de fãs espalhados pelo planeta... E, sem se importar com rótulos, a carioca respondeu ao Fantástico sobre turnê internacional, os carinho dos fãs e se continua se vendo como uma cantora de funk ou não. “Eu acho que eu canto de tudo. Amo funk, nunca vou tirar do meu repertório. Eu acho que ele é o que faz o povo agitar e gostar do meu som. Então, esse é o meu grande orgulho. Pode me chamar de cantora de qualquer coisa que eu não estou nem aí. Anitta explica conceito do cenário de seu show internacional @ihateflash/Divulgação E dos países mundo afora onde já cantou, qual será o destino que mais se sentiu em casa? Anitta explica: “Realmente é incrível e energia do Brasil e de Portugal. São os melhores países de fazer show, com certeza. Vou ter mais noção agora com os festivais que eu vou fazer. Mas, sem dúvida, o Brasil e Portugal. Tem a Argentina, que tem uma energia bem parecida também”. Com recente passagem e apresentação lotada em Ibiza, na Espanha, Anitta conta bastidores de festa e listas momentos especiais na carreira internacional. “Ibiza é o templo da música eletrônica, mas o público se abre muito para outros ritmos. Eles querem se divertir, querem se jogar. E em Ibiza foi uma mistura muito louca, porque tinha latinos, italianos, franceses, portugueses, brasileiros... Foi uma mistura! Tive que fazer um set e cantar música italiana, em francês... Mas no final ficou perfeito” Leia também: Anitta fala da turnê na Europa e presença do público brasileiro em festivais internacionais: ‘Eles são a energia’ Anitta explica conceito do cenário com favela em palco: ‘A música pode virar arte e mudar vidas’ Veja a reportagem completa: De Anitta ao ‘Créu’, Rock in Rio leva uma invasão brasileira a Lisboa Cantores brasileiros participam do Rock in Rio Lisboa 2022 Ouça os podcasts do Fantástico: ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no g1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Hospital, que atende o SUS e a rede particular, tem metade do estoque de leite necessário para alimentação dos recém-nascidos. Veja como mulheres podem doar. Banco de Leite da Maternidade de Campinas Weverson Felipe A Maternidade de Campinas (SP) publicou uma nota nesta terça-feira (28) para pedir que mais mulheres doem leite para abastecer o estoque do hospital, que está com a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal sobrecarregada. O nível atual do banco de leite é pouco mais da metade do necessário. Veja, abaixo, quem pode doar. Segundo o hospital, até esta terça haviam 112 litros de leite armazenados no banco de leite. O mínimo necessário para abastecer os 40 leitos de UTI neonatal e 22 da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) é 200 litros. O primeiro semestre de 2022 teve média mensal de 171 litros. A maternidade argumenta que, com a reforma da UTI neonatal do Hospital da Mulher (Caism-Unicamp) e o aumento das doenças respiratórias por conta do inverno, a taxa média de ocupação tem superado os 100%. A Maternidade de Campinas realizar cerca de 750 nascimentos ao mês, o que representa cerca de 25 partos por dia. Apesar disso, atualmente apenas 48 doadoras estão cadastradas. "O leite materno é o único alimento completo para nutrir os bebês por, no mínimo, seis meses de vida de forma exclusiva, e até dois anos complementado com outros alimentos", explica a Maternidade. Como doar A Maternidade explica que para ser doadora, a mulher deve ser saudável, esteja amamentando o próprio filho e tenha uma produção excedente de leite após a mamada. As interessadas em doar devem ligar para o número (19) 3306-6039 e agendar a coleta de sangue para exame, além de receber as orientações e os materiais para a coleta e armazenamento do leite. "A realização do exame de sangue é feita no ambulatório da Av. Francisco Glicério, nº 1.913, sendo necessária para a verificação de sorologias de Sífilis, Hepatites B e C, doença de Chagas, HTLV (Vírus Linfotrópico da Célula Humana) e HIV (Aids)". Já a coleta de leite é feita pelas próprias mulheres em casa e a partir da orientação do hospital. Para moradoras de Campinas, o hospital realiza a retirada dos frascos a cada 15 dias, mas há a opção de entrega na Maternidade. VÍDEOS: destaques da região de Campinas Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Criança se perdeu em Oldenburg e foi encontrada depois que um transeunte ouviu um barulho vindo de uma tampa de bueiro. Sumiço de Joe provocou uma grande busca policial em Oldenburg Divulgação/Via BBC Um menino de oito anos que estava desaparecido foi encontrado vivo depois de sobreviver por mais de uma semana em um ponto da rede de esgoto em Oldenburg, Alemanha. Identificada apenas como Joe, a criança desapareceu do jardim de sua família em 17 de junho, provocando uma grande busca policial. Leia também Menino de 8 anos é encontrado vivo dentro de esgoto após uma semana desaparecido na Alemanha Ele foi finalmente descoberto na manhã de sábado (25), quando um transeunte ouviu um barulho vindo de uma tampa de bueiro. O menino estava a 300 metros de sua casa. A polícia já descartou qualquer crime. Houve especulações sobre como o menino acabou no esgoto, mas a polícia disse nessa terça-feira que ele se arrastou em direção ao ponto e não conseguiu sair. Depois que os bombeiros retiraram o menino do esgoto, ele foi levado ao hospital com hipotermia, mas não tinha ferimentos graves. A polícia local deu a notícia no Twitter: "Joe, de oito anos, vive!" "Graças a uma dica de morador, conseguimos encontrar Joe no sistema de esgoto", disse o chefe de polícia Johann Kühme. "O mais importante é que ele está vivo e foi imediatamente levado para um hospital onde está em boas mãos. Todos podemos respirar aliviados." O pai do menino disse à mídia local que Joe está "bem", dadas as circunstâncias. Veja os vídeos mais assistidos do g1
Participe pelo telefone (96) 99112-6310 📲 Assista ao BDA desta quarta-feira Participe pelo telefone (96) 99112-6310 📲 O g1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais Bom Dia Amapá (7h30), JAP1 (12h) e JAP2 (19h05).

♪ Natália Matos anuncia o terceiro álbum de estúdio. O sucessor de Não sei fazer canção de amor (2017), disco produzido por Leo Chermont sob direção artística de Carlos Eduardo Miranda (1962 – 2018), chega ao mercado fonográfico em agosto, em edição da YB Music distribuída via ONErpm, com repertório autoral e produção musical de Kassin. O anúncio do álbum da cantora e compositora paraense é feito com a edição do primeiro single, Doce feroz, que aterrissa nos aplicativos de música na quinta-feira, 30 de junho, com gravação inédita de música composta por Natália em parceria com o cantor e compositor mineiro Matheus Brant. Regravada pela artista com arranjo que flerta entre a MPB e o pop, a canção Doce feroz foi lançada há três anos na voz de Brant no álbum Cola comigo (2019). No álbum de Natália Matos, Doce feroz se junta a músicas inéditas como Abduzida, Clarão e Ela sabe mentir, todas da lavra solitária da artista, cujo primeiro álbum, Natália Matos (2014), produzido por Guilherme Kastrup, foi lançado há oito anos. Capa do single 'Doce feroz', de Natália Matos Divulgação

Senadores de Mato Grosso fizeram nesta terça-feira (28), uma reunião no Senado Federal para discutir soluções para os entraves para a internacionalização. Aeroporto Marechal Rondon deve se tornar internacional este ano Rafaella Zanol/Secom-MT Senadores de Mato Grosso fizeram nesta terça-feira (28), uma reunião no Senado Federal, que envolveu órgãos da União e a concessionária Centro-Oeste Airports, que administra o aeroporto Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, para discutir soluções para os entraves para a internacionalização. Os parlamentares acreditam que o processo de internacionalização deve ocorrer ainda neste ano. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Durante a audiência, o presidente da concessionária, Marco Antonio Migliorini, disse que falta uma parte da obra de adequação do local. Essa obra é necessária para que o terminal atenda o padrão de voos internacionais. No entanto, de acordo com ele, as últimas exigências devem ser entregues no próximo ano. Ele disse ainda que nesta semana vai enviar laudos e documentos pedidos pela Polícia Federal, Receita Federal, Anvisa e a Vigilância Agropecuária mostrando a situação do aeroporto para que possa receber voos de passageiros de outros países. Os senadores por Mato Grosso Fábio Garcia (União Brasil) e Margareth Buzetti (PP) pediram à concessionária e aos órgãos responsáveis agilidade na liberação definitiva, mesmo sem o término dessa obra. Mas ainda não deram uma resposta se isso será possível. “Os mesmos se comprometeram a analisar o pedido da concessionaria para que seja liberado antes de 2023”, destacou a senadora Margareth Buzetti.

Assista aos vídeos do telejornal com notícias de São Paulo. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de São Paulo.
Homem bebeu whisky, experimentou óculos e escolheu o que iria roubar em loja de assistência técnica para celulares em Diadema. Ladrão é flagrado roubando loja só de cueca em Diadema, na Grande SP Câmeras de segurança registraram um homem roubando uma loja de assistência técnica para celulares, em Diadema, na Grande São Paulo, usando apenas cueca. Ele não foi preso. Pelas imagens é possível ver que o homem força a porta e consegue abrir uma pequena parte por onde consegue entrar na loja. A camiseta fica toda rasgada na parte das costas, ele tira, e fica somente de cueca. O vídeo (veja acima) mostra ainda que o ladrão escolhe minuciosamente os itens que irá levar, e ainda toma whisky. Em entrevista ao g1, o dono do estabelecimento, Tiago Cavalcante Pereira, contou que além de celulares, alguns acessórios, como carregadores de celular, e objetos pessoais foram levados. As câmeras também mostram o suspeito experimentando os óculos, que Tiago afirma ser dele. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que dois indivíduos, ainda não identificados, furtaram uma loja de celulares, na madrugada de quinta-feira (28), por volta das 3h. Policiais civis que atenderam a ocorrência disseram que o alarme da loja chegou a ser acionado. Segundo a SSP, um celular, 15 capinhas para celular, oito carregadores, três fones de ouvido e uma quantia em dinheiro foram levados. Documentos e cartões foram deixados pelos autores e apreendidos. A SSP informa que o caso foi registrado como furto e localização/apreensão de objeto pelo 1º Distrito Policial da cidade, que requisitou perícia.

Os usuários, que ainda não se vacinaram ou estão com as doses atrasadas, devem buscar um ponto de imunização da Semsa; confira Vacinação em Manaus covid-19 Divulgação Mais de 209 mil pessoas, das 2.046.514 milhões que estão aptas para receber a vacina contra a Covid-19, não tomaram a primeira dose do imunizante, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Atualmente, a população vacinável está na faixa dos 5 anos de idade ou mais. Ainda com base nos dados da Semsa, 268.763 ainda estão com a segunda dose atrasada. E outras 725.176 pessoas estão dentro do prazo para receber a terceira dose, enquanto, 340.092 usuários estão aptos a tomar a quarta dose. Sobre as pessoas que ainda não tomaram nenhuma dose do imunizante contra a Covid-19 no interior do estado, o g1 solicitou os dados da Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (SES-AM), mas ainda não obteve resposta. Nesta terça-feira, mais 289 pessoas testaram positivo para a doença no estado. Dos 39 pacientes internados por covid-19, 12 não foram vacinados, 11 têm esquema vacinal incompleto e 16 têm esquema vacinal completo. Não houve registro de mortes. Pontos de vacinação Manaus conta com 55 pontos de vacinação durante esta semana. Camila Batista/Semsa Os usuários, que ainda não se vacinaram ou estão com as doses atrasadas, devem buscar um ponto de imunização da Secretaria Municipal de Saúde para atualizar o esquema vacinal, portando documento de identidade com foto e cartão de vacina. Durante esta semana, Manaus contará com 55 pontos de vacinação contra Covid-19, em todas as zonas da capital. Estarão sendo ofertadas a 1ª, 2ª, 3ª e 4ª doses da vacina. Clique aqui para conferir os endereços dos postos de vacinação De acordo com a Semsa, 28 unidades atendem todos os públicos alcançados (a partir de 5 anos de idade), e outras 26 são exclusivas para os usuários a partir dos 12 anos de idade. Apenas uma unidade, na Zona Leste, é referência apenas para a vacinação infantil. Vídeos mais assistidos do Amazonas

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas.